Sumaré decreta estado de emergência após chuvas do fim de semana

Um ciclone atingiu a cidade no interior de São Paulo e causou ventos de 134 km/h. Abastecimento de água será retomado terça-feira

Agência Brasil |

A prefeitura de Sumaré, a 115 quilômetros da capital paulista, decretou nesta segunda-feira estado de emergência por causa da forte tempestade seguida de ciclone extratropical que atingiram o município na noite de sábado (29). Segundo a prefeitura, ventos de até 134 quilômetros por hora atingiram a cidade.

Leia também: São Paulo entra em estado de atenção por causa do frio

A Defesa Civil de Sumaré informou que mais de 300 casas e lojas ficaram danificadas e mais de 100 árvores foram arrancadas. As secretarias municipais ainda estão fazendo um balanço dos estragos nos prédios públicos. O pronto-socorro municipal foi um dos locais mais atingidos. Como parte da cobertura foi arrancada pela força do vento, a unidade foi interditada e os atendimentos de urgência e emergência foram transferidos para hospitais e pronto-socorros de cidades vizinhas. As 23 pessoas que estavam internadas na unidade de Sumaré foram transferidas para o Hospital Estadual Dr. Leandro Franceschini.

Por causa dos estragos, a Secretaria de Educação suspendeu as aulas em escolas de ensino infantil, que foram destelhadas. A previsão é que as aulas nessas escolas sejam retomadas na sexta-feira (4/11). As chuvas também provocaram falta de energia na cidade, que só foi restabelecida na noite de domingo (30). O blecaute atingiu o Departamento de Água e Esgoto de Sumaré, afetando o abastecimento de água na cidade, que só deve ser normalizado na terça-feira (1/11).

Equipes de limpeza pública, dos Bombeiros e da Defesa Civil trabalham, segundo a prefeitura, para desobstruir ruas e avenidas e atender aos moradores que tiveram casas atingidas pela tespestade.

    Leia tudo sobre: sumaréchuvasestragosestado de emergência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG