SP sai do estado de atenção e rodovia Anchieta é liberada

Semana deve ser de condições atmosféricas típicas de verão: calor e chuva. Transbordamento chegou a interditar a rodovia Anchieta

iG São Paulo |

A chuva que atingiu parte da região metropolitana de São Paulo nesta segunda-feira deixou as zonas leste, sul, sudeste, oeste e a região da Marginal Pinheiros em estado de atenção até às 16h30, informou o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura. Não foram registrados pontos de alagamento na capital paulista, mas segundo a concessionária que administra a rodovia Anchieta, a pista central ficou interditada por cerca de 1 hora, no sentido litoral, na altura de São Bernardo do Campo, devido ao transbordamento do ribeirão dos Couros.

Futura Press
Chuva alaga rua de São Bernardo do Campo (Grande São Paulo) e impede passagem de motoristas
O Corpo de Bombeiros foi acionado por moradores de diversos pontos da região metropolitana por conta das chuvas. Em Taboão da Serra, a queda do muro de uma residência deixou uma vítima ferida. Em São Bernardo do Campo houve um chamado por conta de um carro que foi arrastado pela correnteza na av. Piraporinha, no Jardim Gagliardi; uma árvore que caiu sobre um casa no Jardim Lavinia; e moradores que estavam ilhados na rua Fernando Pessoa, no Jardim da Represa.

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), às 18, a cidade tinha 18 quilômetros de lentidão, índice abaixo da média para o horário. Os piores trecho estão na Ligação Leste-Oeste, sentido Penha, da rua Augusta até a avenida Alcântara Machado (2,8 Km); no Elevado Presidente Arthur da Costa e Silva, sentido Penha, da rua Brotero até a rua Consolação (2,3 Km); no Corredor Eusébio/Rebouças, sentido bairro, da rua Lisboa até a avenida Pedroso de Morais (1,2 Km); e na Radial Leste, sentido bairro, da rua Wandenkolk até a rua Palmorino Mônaco (1,2 Km).

Segundo o CGE, as instabilidades que provocaram chuvas fortes em diversos pontos da capital desde o início da tarde perderam força. De acordo com imagens de radar, há apenas registro de garoa e chuva leve em pontos isolados da cidade. Na Grande São Paulo, as chuvas também são fracas. Às 14h20 foi observada queda de granizo nas imediações da estação Guaianazes da CPTM.

Nos próximos dias as condições atmosféricas continuam sendo típicas de verão. Netsa terça-feira, a frente fria se afasta de São Paulo, entretanto, áreas de instabilidade geradas pelo calor voltam a provocar pancadas de chuva forte a partir da tarde. Os simuladores indicam maior probabilidade das chuvas iniciarem pelo ABC, Guarulhos, Mogi e zona leste. Os termômetros se mantém em alta, e a expectativa é de que ocorra um novo recorde de temperatura. A máxima prevista é de 34ºC. Na quarta-feira, as chuvas tendem ser mais abrangentes e devem começar no período da tarde, estendendo-se para boa parte da noite. 

Maiores índices pluviométricos até as 16h30:

Ribeirão dos Couros (Piraporinha / Diadema) - 48,0mm
Rudge Ramos (São Bernardo do Campo) - 45,6mm
Ribeirão dos Meninos (Volks / São Bernardo do Campo) - 35,2mm
Rio Tamanduateí (Vd. Pacheco Chaves) - 33,4mm
Ribeirão dos Couros (Mercedes Benz / Paulicéia / São Bernardo do Campo) - 30,8mm
Ribeirão dos Couros (Mercedes Benz / Diadema) - 28,4mm
Rio Tamanduateí (Mauá) - 28,0mm
Rio Corumbé (Mauá) - 27,0mm
Córrego Ipiranga - 22,4mm
Córrego Oratório - 19,2mm
Ribeirão dos Couros (Ford / São Bernardo do Campo) - 17,6mm
Oratório (Mauá) - 16,8mm
Belenzinho - 15,4mm
Prosperidade (São Caetano do Sul) - 14,4mm
Aricanduva (Shopping) - 12,0mm
Aricanduva - 9,0mm

    Leia tudo sobre: chuvaestado de atençãosão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG