Situação no Vale do Ribeira começa a melhorar, mas ainda é crítica

Os municípios de Eldorado e Sete Barras continuam em estado de calamidade pública. Jacupiranga e Iguape têm situação de emergência

iG São Paulo |

Os moradores da região do Vale do Ribeira, região Sul do Estado de São Paulo, continuam voltando para suas casas após os alagamentos causados pelas chuvas que atingiram a região entre domingo e a última segunda-feira (1), mas municípios ainda sofrem. O temporal atingiu a cabeceira do Rio Ribeira, provocando alagamentos nos municípios de Barra do Turvo, Eldorado, Iporanga, Jacupiranga, Registro, Pariquera-Açu, Sete Barras e Iguape.

AE
(06/08) - Vista de Iguape (SP) onde, em consequência da chuva, uma grande quantidade de troncos e galhos do Rio Ribeira fica presa na barragem do Valo Grande

Em Eldorado, município em estado de calamidade pública, 7.450 pessoas, entre desabrigados e desalojados, voltaram para suas casas, sendo que 50 continuam desabrigadas e 1.000 desalojadas. A energia elétrica, o abastecimento de água e a rede de telefonia foram restabelecidos.

De acordo com as informações da Defesa Civil do Vale do Ribeira, 80% da produção agrícola do município foi perdida. Além disso, autoridades locais pedem que as pessoas doem leite para o município.

Em Sete Barras, 400 pessoas continuam desalojadas e foram encaminhadas para a Quadra Coberta Nelson Venâncio de Souza, mas as 182 que estavam desabrigadas já retornaram para suas residências. Alguns bairros rurais continuam sem energia elétrica e com dificuldade de serem acessados, além de não terem fornecimento de água. A cidade teve uma perda de 80% da sua produção agrícola e continua em estado de calamidade pública.

Em Jacupiranga, apesar da situação de emergência, os 200 desalojados retornaram às suas casas. Além disso, a energia elétrica, o fornecimento de água e o sinal de telefonia móvel e fixa foram restabelecidos tanto na área rural, como na área urbana.

Em Registro, as 608 pessoas que continuam desabrigadas e as 210 desalojadas estão sendo abrigadas no Ginásio Márico Covas, em centros comunitários e no Salão Paroquial Nosso Teto. O fornecimento de luz e a água foi parcialmente afetado na zona rural.

Em Iguape, algumas famílias estão isoladas nos bairros rurais de Bocuí e Jipovura, 280 pessoas continuam desalojadas, nos bairros rurais Peropava, Momuna, Baicô, Bocuí, Jipovura e Jairê, e 49 estão desabrigados. O município decretou situação de emergência.

A situação no município de Barra do Turvo está normalizada, sendo que os 40 desabrigados retornaram às suas casas. Os serviços de telefonia, água e energia elétrica estão restabelecidos, tanto na área rural como na área urbana.

    Leia tudo sobre: chuvaenchentevale do ribeiracalamidade pública

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG