Sindicato descarta greve de ônibus em São Paulo na próxima segunda-feira

Em acordo entre sindicato e empresas de ônibus ficou decidido que multas duplicadas não serão descontadas do salário de motoristas

iG São Paulo |

Motoristas e cobradores de ônibus decidiram não entrar em greve na próxima segunda-feira (6), após um acordo entre o Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo (Sindmotoristas) e empresas de ônibus.

Em janeiro: Motoristas e cobradores de ônibus fazem paralisação em São Paulo

Segundo o sindicato, as multas cobradas em duplicidade, porque estavam previstas no Código de Trânsito Brasileiro e no Resam (Regulamento de Sanções e Multas) da SPTrans, não serão descontadas do salário dos motoristas. Essa era a principal reivindicação da categoria , que alegava que as empresas, ao repassarem ao holerite os altos valores das multas, comprometiam os salários de funcionários.

Ainda segundo o sindicato, também ficou decidido que os motoristas que cometerem infrações passarão por um programa de orientação e conscientização disciplinar.

Mais de 6,1 milhões de pessoas utilizam ônibus diariamente na capital paulista e muitas delas seriam afetadas pela greve. Na última paralisação, ocorrida entre as 3h e 6h do dia 31 de janeiro, cerca de 2 milhões de usuários foram prejudicados.

    Leia tudo sobre: greve de ônibusacordomultassão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG