Sexta chacina do ano na Grande São Paulo deixa quatro mortos

Crime aconteceu em frente a um baile funk no Campo Limpo, zona sul da capital paulista

AE |

selo

Quatro pessoas morreram e uma ficou ferida nesta madrugada após serem baleadas em frente a um baile funk, no Campo Limpo, zona sul de São Paulo. Esta foi a sexta chacina registrada na região metropolitana de São Paulo este ano. Segundo a polícia, quatro pessoas não identificadas, usando toucas ninja e armados de revólveres, se aproximaram do grupo que estava reunido na calçada e mandou que todos corressem. Quem não conseguiu sair dali a tempo acabou baleado.

Quando policiais militares chegaram ao local, encontraram duas pessoas caídas. Ambas foram levadas para o pronto-socorro do Campo Limpo, enquanto outros três baleados já haviam sido socorridos por testemunhas. Dos cinco baleados, todos do sexo masculino, apenas um sobreviveu e continua internado

Os atiradores continuam foragidos. Não se sabe ainda o que teria motivado o crime, registrado no 37º Distrito Policial, do Campo Limpo. Com esse crime, sobe para seis o número de chacinas - com um total de 22 mortos - registrado neste ano na região metropolitana de São Paulo. Das seis chacinas, três ocorreram na capital paulista e outras três na Grande São Paulo, nas cidades de Guarulhos, Diadema e Santo André.

Casal morto

Ontem à noite, em outro crime, um casal foi assassinado a tiros em São Vicente, no litoral sul de São Paulo. As vítimas estavam dentro do carro quando foram baleadas por desconhecidos na altura do número 1.000 da Avenida Presidente Wilson, em frente a uma faculdade.

A Polícia Militar foi acionada e encaminhou a mulher ao Centro de Referencia em Emergência e Internação (CREI), mas ela não resistiu aos ferimentos. O rapaz que estava ao lado dela morreu no local.

A polícia acredita em crime de acerto de contas, possivelmente relacionado ao tráfico de drogas. O rapaz morto já tinha passagem pela polícia. O caso foi registrado na Delegacia Central de São Vicente.

    Leia tudo sobre: são paulocrimeviolênciachacina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG