Servidores municipais decidem suspender greve em São Paulo

Em assembleia realizada nesta segunda-feira, servidores decidiram voltar ao trabalho. Greve teve início na última terça-feira (30)

iG São Paulo |

Os servidores municipais de São Paulo decidiram suspender a greve em assembleia realizada nesta segunda-feira. Eles se reuniram em frente à sede da prefeitura, no centro da cidade, para decidir os rumos da paralisação que começou na última terça-feira (30) . Durante um protesto, alguns funcionários do serviço funerário alegavam que não receberam os 15% de aumento que o prefeito Gilberto Kassab comunicou ter dado.

AE
Servidores municipais fazem protesto em frente à Prefeitura nesta segunda-feira

Segundo João Batista, do Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública e Autarquias no Município de São Paulo (Sindsep), o governo não cedeu aos pedidos de negociação, mas prometeu iniciá-las novamente no final deste mês. Os funcionários do Serviço Funerário já haviam retornado ao trabalho na última sexta-feira (2) em cumprimento a uma decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) .

Os servidores municipais pedem reajuste salarial de 39%, plano de carreira e melhores condições de trabalho. Atualmente, o piso mínimo dos servidores, que é a soma do padrão e de todas as gratificações, está em R$ 630. Em junho, motoristas e sepultadores paralisaram as atividades por um dia. Os trabalhadores suspenderam a greve após o governo se comprometer a negociar.

* Com informações da AE

    Leia tudo sobre: serviço funeráriofim da greveenterrossão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG