Sem-teto deixam prédio invadido no centro de São Paulo

Prédio localizado avenida Ipiranga estava ocupado desde o início de outubro. Ação da PM cumpriu decisão judicial

AE |

As cerca de 1.200 pessoas, entre elas 373 crianças, que invadiram e ocupavam desde o dia 4 de outubro um prédio da Avenida Ipiranga, região central de São Paulo, deixaram o edifício nesta quinta-feira. A medida cumpriu decisão judicial de reintegração de posse.

Futura Press
Cerca de 1.200 pessoas, entre elas 373 crianças, que invadiram prédio em SP, protestam

Segundo o major da Polícia Militar Fernando Antonio Melo, a remoção foi feita de maneira pacífica, mas a retirada foi lenta pois havia entre os sem-teto muitas crianças, idosos e gestantes. "A operação foi dividida em três estapas: primeiro reunimos as lideranças do movimento Frente de Luta por Moradia (FLM), para alinharmos como seria a reintegração, para que não houvesse nenhuma ocorrência, nem tumulto; depois foram retiradas primeiro as crianças e idosos, na sequência o restante das pessoas; e por fim, fizemos a varredura do local, para sabermos se não ficou ninguém escondido lá dentro, e entregarmos o prédio aos proprietários."

As famílias de sem-teto, coordenadas pela FLM, tentaram na terça-feira, junto ao Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), suspender a reintegração, mas não conseguiram.

O prédio invadido e que estava abandonado pertence, segundo os invasores, à HM Engenharia, que faz parte do grupo Camargo Corrêa. Conforme nota da FLM, "no prédio, que estava abandonado abrigando ratos, baratas e lixo, se encontravam 1.200 pessoas e, desde a ocupação, tinha cheiro de limpeza e da comida que era preparada na cozinha coletiva no primeiro andar".

AE
Mulher chora ao ter que deixar prédio invadido

Trânsito

Devido à operação policial de reintegração, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) aconselhou aos motoristas que evitassem a Avenida Ipiranga, entre as avenidas São João e Rio Branco. A operação ocupou duas faixas do local.

De acordo com a CET, motoristas que utilizavam a pista da direita da Avenida Ipiranga deviam seguir pela Avenida Rio Branco (sentido bairro), fazer o retorno na Praça Princesa Izabel, Avenida Rio Branco (sentido centro), Largo do Paissandu e seguir pela Avenida São João para voltar à Avenida Ipiranga.

*Com informações da Agência Estado

    Leia tudo sobre: sem-tetoreintegração de posseprédio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG