Segue em estado grave garoto que sofreu suposto erro médico

Segundo boletim de ocorrência, enfermeira teria injetado alimento em veia de menino, ao invés de usar a válvula gastronômica

iG São Paulo |

Permanece em estado grave o menino de quatro anos, que está internado em coma no Hospital São Luiz, em São Paulo, vítima de um suposto erro médico, em que uma enfermeira teria injetado alimento em sua veia, ao invés de utilizarem o cateter em sua válvula gastronômica.

Segundo nota divulgada pelo hospital, o garoto deu entrada, na tarde de quinta-feira, com diagnóstico de broncopneumonia, sendo portador de antecedente de prematuridade, doença pulmonar crônica, traqueostomia e gastrostomia, e quando foi constatada alteração em seu estado clínico foi transferido para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

O caso foi registrado no 34º Distrito Policial, no Morumbi, e segundo o boletim de ocorrência, os tios do garoto relataram que logo após a enfermeira ter injetado alimento no menino, ele começou a passar mal e foi rapidamente transferido para a UTI.

A Polícia Civil informou que o quarto do garoto está sendo preservado até a chegada da perícia, que ainda não há previsão para encerrar as investigações.

    Leia tudo sobre: erro médicosão paulouti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG