Se pudessem, 51% dos paulistanos deixariam a cidade

Pesquisa aponta que qualidade de vida melhorou para quase metade dos paulistanos

AE |

selo

Mais da metade dos moradores da cidade de São Paulo diz que, se pudesse, sairia da capital paulista para viver em outra cidade. De acordo com a segunda edição dos Indicadores de Referência de Bem-Estar no Município (Irbem), divulgada hoje pela Rede Nossa São Paulo, 51% responderam que deixariam a cidade, enquanto 48% disseram que não se afastariam da capital paulista e 1% não soube ou respondeu. Em relação à pesquisa anterior, anunciada em dezembro de 2009, houve uma queda no índice. Naquela ocasião, 57% haviam dito que, se pudessem, partiriam da cidade.

O levantamento também aponta que para quase a metade dos moradores de São Paulo a qualidade de vida melhorou em 2010. Dos 1.512 entrevistados, 34% perceberam uma pequena melhora e 13% disseram que a vida melhorou muito, perfazendo um total de 47% de satisfeitos. Os números refletem um avanço na avaliação do paulistano. Na pesquisa anterior, 42% relataram evolução.

No entanto, para 6%, a qualidade de vida em 2010 "piorou um pouco" e 3% afirmaram que "piorou muito". O levantamento indica ainda que 44% dos habitantes da capital paulista notaram uma estabilidade nas condições de vida - na sondagem anterior, 45% haviam afirmado que a vida nem piorou, nem melhorou.

O estudo foi encomendado ao Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) e aborda 25 temas, entre eles, sexualidade, espiritualidade, consumo, lazer, saúde, educação, meio ambiente, habitação, trabalho e confiança nas instituições públicas. O trabalho de campo foi realizado entre 29 de novembro e 12 de dezembro.

    Leia tudo sobre: qualidadesão paulopaulistanospesquisa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG