São Paulo tem novo sistema de gestão nas delegacias

Pacote de mudanças inclui a criação do serviço de reclamações 24h e reforço de efetivo nos horários de pico

AE |

selo

Começa nesta segunda-feira a primeira fase do projeto do novo sistema de gestão da Polícia Civil nas delegacias da capital paulista, com o objetivo de agilizar o registro de ocorrências e melhorar o atendimento ao público. A Polícia Civil vai mudar o padrão de atendimento e de gestão que durou mais de quatro décadas com base em estudos da Academia de Polícia Civil (Acadepol) e do Instituto Nacional de Desenvolvimento Gerencial (INDG).

O pacote de mudanças inclui a criação do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) da Polícia Civil, que vai receber reclamações durante 24 horas, alteração na carga horária de trabalho dos funcionários, reforço de efetivo nos horários de pico, entre outras medidas. 

Intitulado "Novo Sistema de Gestão Humana e Material das Unidades Territoriais da Polícia Civil da Capital", o projeto terá a sua primeira etapa na zona norte e na zona leste da cidade, alçada de quatro delegacias seccionais: Norte, Leste, Itaquera e São Mateus. 

Na primeira etapa, com 45 dias de duração, será feita a readequação das unidades e treinamento. A segunda parte do projeto, que começa 30 dias após o início da primeira, prevê a extensão às unidades policiais da zona sul, zona oeste e centro da capital - alçada das seccionais Sul, Santo Amaro, Centro e Oeste. A previsão é de que no dia 1º de agosto o projeto seja estendido a toda a cidade. 

Os 93 distritos policiais da capital vão trabalhar diariamente, sem interrupções, durante 24 horas. As delegacias vão ter um remanejamento de funcionários, de modo que, nos horários de pico tenham efetivo reforçado, diminuindo o tempo de espera. 

Os boletins feitos em delegacias ou unidades da Polícia Militar para comunicar acidentes de trânsito sem vítimas também poderão ser feitos pela internet. Os DPs também vão passar a receber queixas não criminais, como falta de água e luz, problemas com TV e internet, entre outros.

As reclamações poderão ser feitas pela Delegacia Eletrônica, na delegacia em formulário próprio ou com a ajuda de um policial. Após o registro, os casos serão analisados pelo delegado responsável e, se houver indício de crime, serão investigados. Se uma reclamação não for criminal, será encaminhada aos órgãos responsáveis.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG