São Paulo registra quinto mês seguido com aumento de homicídios

Número de latrocínios e mortes em acidentes de trânsito são maiores nos dez primeiros meses desse ano do que em 2010

iG São Paulo |

O Estado de São Paulo registrou pelo quinto mês consecutivo aumento no número de homicídios dolosos (quando há inteção de matar), segundo balanço divulgado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP). Apesar desse aumento nos últimos meses, no ano (de janeiro a outubro), São Paulo ainda tem menos homicídios em 2011 do que teve no mesmo 2010.

A tendência de aumento é registrada pela iG desde o mês de agosto e comentada pela colunista de segurança pública Paula Miraglia no último mês. Faltando apenas dois meses para o fim do ano, São Paulo mantém taxa de 9,82 homicídios por grupo de 100 mil habitantes. É a primeira vez na história recente que o Estado completa 10 meses com taxa de homicídios abaixo de 10/100 mil, fora, portanto, da zona considerada epidêmica pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Mas esses números se devem principalmente pelos números registrados no início do ano, como é possivel ver na tabela abaixo: 

 Meses 2010 2011 Diferença
Janeiro 418 356 - 62
Fevereio 399 334 - 65
Março 407 307 - 100
Abril 392 358 - 34
Maio 366 337 - 29
Junho 296 308 + 12
Julho 308 370 + 62
Agosto 334 359 + 25
Setembro 298 323 + 25
Outubro 351 367 + 16
TOTAL 3.569 3.419 - 150

SSP

Em outubro, foram registradas 367 mortes intencionais no Estado, das quais nove em acidentes de trânsito. Nos primeiros 10 meses do ano, houve, no total, 3.419 homicídios dolosos, 150 a menos que no mesmo período do ano passado. Uma queda de 4,2%. 

Latrocínios em crescimento

Os roubos seguidos de morte, chamados de latrocínios, cresceram 10,65% nos primeiros 10 meses, com 23 casos a mais. Em 2011, já são 239 casos, contra 216 registrados nos primeiros 10 meses do ano passado. Apesar disso, segundo a SSP, os latrocínios estão em queda na capital e nas regiões de Campinas, Bauru, Baixada Santista e Presidente Prudente.

Por conta desses aumentos, as polícias recomendam que as vítimas de roubos não reajam para evitar o risco de morte, como no caso do estudante Júlio Bolognesi Sommerhauzer . Depois de um assalto, recomendam comunicar à Polícia Militar, pelo telefone 190, pois as viaturas podem ser acionadas pelo Copom (Centro de Operações da PM) para identificar e prender os autores do crime. 

Trânsito mata 800 a mais que assassinatos

Apesar do alto número de homicídios, de janeiro a outubro, as mortes no trânsito já superam em mais de 800 os assassinatos. Foram registrados 4.303 homicídios culposos (sem intenção) e 3.419 homicídios dolosos (com intenção). Mais de 95% dos homicídios culposos ocorrem em acidentes de trânsito.

Nesses primeiros 10 meses, o número de homicídios culposos cresceu 5,3%, com 216 casos a mais que no mesmo período do ano passado. Foram 4.303 homicídios culposos até outubro de 2011 e 4.087 nos primeiros 10 meses do ano passado.

As lesões corporais culposas (sem intenção), a grande maioria também decorrente de acidentes de trânsito, aumentaram 3,54% nos primeiros 10 meses. Foram 4.197 casos de pessoas feridas a mais que no mesmo período de 2010. No acumulado dos 10 meses, foram registradas 122.846 lesões corporais culposas até outubro de 2011 e 118.649 até outubro do ano passado.

    Leia tudo sobre: homicídioslatrocínios

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG