Por volta das 9h, segundo a CET, a capital apresentava 148km de congestionamento. Recorde de 157km foi registrado dia 4 de abril

Quem tentou voltar do feriado prolongado de Corpus Christi na manhã desta segunda encontrou trânsito complicado na chegada à São Paulo. Por volta das 9h, segundo o Centro de Engenharia de Tráfego (CET), a capital já registrava 148km de congestionamento - índice considerado acima da média para o horário e que representava 17,3% dos 868 km monitorados pela companhia. Já o medidor do iG , no mesmo horário, apontou o tráfego como "super lento" e indicou a presença de 372km com problemas de fluidez na capital.

O fato rendeu a classificação de segundo pior índice já registrado na capital paulista na parte da manhã. Ainda de acordo com órgão, o pior registro aconteceu no dia 4 de abril, quando São Paulo teve 157 km de morosidade às 9h. Por volta das 12h, o trânsito já apresentava melhores índices, com lentidão em 20km das vias monitoradas.

As campeãs de congestionamento na cidade foram as marginais Tietê e Pinheiros. A Marginal Tietê, com diversos pontos de intervenção, registrava 25,5km de congestionamento. A CET informou que os trechos mais complicados nesta manhã eram: na pista expressa, sentido Castello, da rodovia Castello Branco até a ponte Julio de Mesquita Neto; no mesmo sentido, na pista local, da rua Massinet Sorcinelli até ponte Tatuapé; na pista central, do Anhembi até ponte Cruzeiro do Sul.

Já, na zona sul de São Paulo, a Marginal Pinheiros somou cerca de 21,6km de morosidade. O monitoramento da CET mostrava que os piores trechos estava no sentido Interlagos, na via expressa, entre ponte Cidade Jardim até rodovia Castello Branco; sentido Castello, da rua Quintana até a ponte do Socorro; e na pista local da ponte Cidade Jardim até ponte Transamérica. A avenida dos Bandeirantes também apresentou índice elevado de trânsito. Motorista enfrentava 5km de congestionamento sentido marginal do viaduto Santo Amaro até o viaduto Aliomar Baleeiro.

Chuvas

Uma frente fria mudou o tempo no Estado de São Paulo nesta segunda. Fato que complicou ainda mais o trânsito e o retorno à capital. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), a camada já se desloca para o litoral fluminense. Porém, os ventos úmidos que sopram do oceano ainda causam muita nebulosidade, formação de nevoeiros, chuvas fracas e chuviscos.

No momento, os termômetros oscilam em torno dos 10ºC na Grande São Paulo. A chegada de uma massa de ar polar que causa declínio acentuado das temperaturas com mínimas de 9ºC que devem ocorrer no período da noite.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.