São Paulo fica em alerta após transbordamento de rios na capital

Rio Tietê transbordou na altura das pontes Aricanduva e do Limão. Paulistano precisou de muita paciência no trânsito

iG São Paulo |

AE
Alagamento na Marginal Tietê, sob a ponte da Vila Maria
A forte chuva que atingiu, pelo segundo dia consecutivo, a região metropolitana de São Paulo nesta segunda-feira fez os rios Tietê e Aricanduva transbordarem deixando várias regiões em estado de alerta e de atenção, informou o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura. A região da Marginal Tietê ficou em alerta pelo transbordamento do rio na região da ponte Aricanduva e da ponte do Limão. As subprefeitura de Mooca, Vila Maria/Vila Guilherme, Santana, Casa Verde, Freguesia do Ó, Lapa e da Penha também ficaram em estado de alerta por conta do transbordamento do rio Aricanduva na altura da av. Aricanduva com av. Itaquera. A cidade chegou a registrar 49 pontos de alagamento durante o dia.

Segundo o Corpo de Bombeiros, mais de 15 pessoas foram resgatadas com os botes na região do Aricanduva. O desabamento de uma parede por causa das chuvas, na avenida Júlio Buono, 1.842, na Vila Gustavo, na zona norte, deixou uma pessoa ferida. Ela foi encaminhada com ferimentos leves ao pronto-socorro Jaçanã.

Na cidade de Santo André, a chuva fez o rio Tamanduateí transbordar, por volta das 17h30, e fecha a avenida dos Estados, segundo a Defesa Civil municipal.

AE
Alagamento entre as avenidas Paes de Barros e Luiz Ignácio de Anhaia Melo, na Vila Prudente, zona leste da cidade

A forte chuva desta segunda-feira veio na sequência de um outro temporal que atingiu região na tarde de domingo e provocou alagamentos e transtornos . Pessoas ficaram ilhadas e precisaram ser resgatadas e diversos semáforos deixaram de funcionar na capital paulista. Mais de 100 ficaram fora de funcionamento.

Futura Press
Rua Tito, na zona oeste da capital, é um dos locais que está com semáforos apagados nesta segunda-feira

Segundo o CGE, as chuvas diminuíram ainda mais na capital, que registra apenas precipitação fraca em boa parte das regiões. Na Grande São Paulo, ainda há registro de chuvas moderadas entre os municípios de Cotia, São Lourenço da Serra e Vargem Grande Paulista.

Segundo os meteorologistas do CGE, a previsão é de que as chuvas diminuam durtante a madrugada.

A Defesa Civil ressalta para a importância da população seguir as orientações do órgão para que vidas sejam preservadas e os desastres evitados. Em caso de trincas, rachaduras, afundamento de solo, o morador deve sair imediatamente do imóvel e acionar a Defesa Civil pelo telefone 199 e o Corpo de Bombeiros 193. 

Maiores índices até as 18h10:

Cabuçu de Cima (Vila Galvão) - 104,0mm
Aricanduva (Foz) - 91,3mm
Aricanduva (Shopping) - 84,0mm
Aricanduva - 73,6mm
Prosperidade (São Caetano do Sul) - 69,1mm
Belenzinho - 62,6mm
Córrego Saracantan (São Bernardo do Campo) - 59,8mm
Rio Tamanduateí (Mercado Municipal) - 53,2mm
Córrego Oratório - 50,2mm
Rudge Ramos (São Bernardo do Campo) - 49,5mm
Oratório (Mauá) - 49,4mm
Riacho Grande (São Bernardo do Campo) - 48,2mm
Córrego Chrysler (São Bernardo do Campo) - 46,6mm
Córrego Jacu (Jd. Pantanal) - 45,6mm
Vila Mariana - 42,0mm
Ribeirão dos Meninos (São Caetano) - 41,8mm
Rio Tamanduateí (Mauá) - 38,0mm

    Leia tudo sobre: chuvaestado de atençãosão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG