São Paulo está em atenção por causa da baixa umidade do ar

Umidade relativa do ar está em torno de 19%. A recomendação é não praticar exercícios físicos ao ar livre

iG São Paulo |

A cidade de São Paulo entrou em estado de atenção na tarde desta terça-feira por conta da baixa umidade relativa do ar, que, está em torno de 19%. A recomendação da Defesa Civil é que a população evite atividades ao ar livre e exposição ao sol entre as 10h e 17h e não pratique exercícios entre as 11h e 15h. ( Saiba mais como se proteger ).

O órgão alerta ainda às pessoas para que não coloquem fogo em terrenos baldios e vegetação seca, pois a baixa umidade relativa do ar pode aumentar as chances de incêndio nas pastagens e florestas. Além de destruir a fauna e a flora o fogo provoca o empobrecimento do solo e pode propagar-se em direção a indústrias, estabelecimentos comerciais e centros urbanos.

Nos meses em que ocorrem poucas chuvas é comum que a umidade do ar fique reduzida, o que causa um aumento nos níveis de dióxido de enxofre. Isso propicia o surgimento ou agravamento de doenças respiratórias, cardiovasculares e oculares.

Alguns dos sintomas são: dores de cabeça e irritação nos olhos, nariz, garganta ou na pele; garganta seca, voz rouca, inclusive com possibilidade de inflamação da faringe; rompimento de vasos do nariz, provocando sangramento. Neste período também aumentam a chances de se contrair conjuntivite viral, alérgica, síndrome do olho seco e infartos, principalmente em quem já tem problemas cardiovasculares.

Em Brasília, o índice também está baixo. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, está em 18% nesta tarde. No Aeroporto Internacional de Brasília, o índice chega a 7%. Ali, a queima de combustível das aeronaves favorece a secura do ar.

Previsão do tempo

O tempo seco continua predominando na maior parte do Brasil nesta terça-feira. Conforme informações do Climatempo, a situação é mais crítica nos Estados do Centro-Oeste, no Distrito Federal, no interior de São Paulo, no oeste de Minas Gerais e da Bahia e no sul do Tocantins e de Rondônia. Neste locais, a umidade relativa do ar pode ficar entre 10% e 15%.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera valores de umidade relativa do ar abaixo de 12% como de emergência; entre 13 e 20%, estado de alerta; e entre 21 e 30%, estado de atenção.

Segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec), do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o dia fica claro com névoa seca em Goiás, Distrito Federal e Mato Grosso. Em Brasília (DF), a umidade relativa do ar deve ficar entre 60% e 25% e a máxima prevista é de 27ºC. Desde o dia 26 de maio não chove na cidade.

O tempo seco aumenta as chances de incêndios, por isso, a Defesa Civil faz um apelo para que as pessoas não coloquem fogo em terrenos baldios.

O dia começou com céu claro na Grande São Paulo e temperatura na casa dos 17ºC. segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), o predomínio de sol deixa as temperaturas elevadas durante a tarde e a máxiam pode chegar aos 29ºC. Ao mesmo tempo, os índices de umidade relativa caem rapidamente e atingem valores abaixo do 20%.

No Rio de Janeiro, o dia também fica claro e com períodos de névoa seca à tarde. As temperaturas oscilam entre 13ºC e 32ºC.

No Nordeste do País, o dia fica parcialmente nublado com chuva isolada no litoral do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia. Em Maceió (AL) máxima de 27ºC e mínima de 21ºC. Em Aracaju (SE) máxima prevista de 28ºC.

No Norte do País o dia fica encoberto com pancadas de chuvas espardas no Amazonas e Roraima. No Amapá e Acre o sol aparece entre nuvens. Em Manaus (AM), a máxima pode atingir os 32ºC.

No Sul do Brasil, a terça-feira fica parcialmente nublada com nevoeiro no Paraná e Santa Catarina. Pode chover no Rio Grande do Sul. Em Porto Alegre (RS) os termômetros oscilam entre 15ºC e 28ºC.

    Leia tudo sobre: ar secoprevisão do tempo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG