Sabesp terá que desfazer obra em praias de Itanhaém

A construção mobilizou moradores, revoltados com as escavações e os poços de visitação abertos a cada 50 metros em praias

AE |

selo

O governo federal mandou a Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp) desfazer uma obra de rede de esgoto sob a faixa de areia das praias de Itanhaém, no litoral sul.

A construção mobilizou moradores, revoltados com as escavações e os poços de visitação (que servem para fazer manutenção) abertos a cada 50 metros nas praias de Suarão, Cibratel, Gaivotas e Satélite.

A obra já havia sido paralisada em 22 de setembro a pedido da Secretaria de Patrimônio da União (SPU), responsável por áreas de domínio federal, como as praias. Alegando que não autorizou a obra e que a Sabesp não tinha licença ambiental para atuar nas praias de Itanhaém, a SPU determinou a retirada de tudo o que foi instalado no local.

A companhia informou que vai seguir a determinação. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: itanhaémpraiaconstruçãorede de esgotosabespsão paulolitoral sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG