Rodovia dos Imigrantes é liberada após quase 24h de interdição

Agentes da Ecovias realizaram limpeza da via e remoção dos últimos caminhões durante toda a madrugada

Carolina Garcia, iG São Paulo |

A pista norte da Rodovia dos Imigrantes foi liberada nesta sexta-feira, por volta das 11h25, informou a concessionária Ecovias, responsável pela estrada. Durante toda a madrugada e início da manhã, os agentes da empresa realizaram a limpeza da via e removeram do acostamento caminhões e carretas danificados com guinchos na região de São Bernardo do Campo (SP), onde um engavetamento deixou uma pessoa morta e 51 feridas na tarde de quinta-feira (15).

Durante todo o período de interdição, que durou quase 24 horas, a descida estava sendo realizada pela Via Anhieta com tráfego intenso. No momento, está sendo organizada uma  operação de subida controlada, para acompanhar o tráfego na pista liberada.

Nesta manhã, os motoristas ainda encontravam neblina com alta densidade na via. A Operação Camboio foi realizada até 10h45 já que a visibilidade no trecho é superior a 100 metros. A pista sul da Imigrantes, que operava no sentido capital, está fechada para inversão de sentido, e deve operar no sentido litoral na próxima hora.

Números do acidente

Alguns números do acidente ainda seguem desencontrados. Segundo o gerente de atendimento ao usuário da concessionária Ecovias, Eduardo Di Gregório, 104 veículos se envolveram no engavetamento, sendo 71 carros, três motos, 23 caminhões e três ônibus.

Já o comandante da Polícia Militar da região do ABC, coronel Roberval França, responsável por coordenar o serviço de atendimento e resgate às vítimas, informou que foram contabilizados 270 veículos com avarias, mas só foram registrados os boletins de ocorrência de 104. Os motoristas dos demais automóveis poderão oficializar o acidente em até oito dias.

De acordo com a PM e a concessionária Ecovias, o número de vítimas foi de 52, sendo uma fatal, duas em estado grave e 49 com ferimentos leves. A vítima fatal foi identificada como Luís Carlos Prestes, um caminhoneiro que estava há aproximadamente um quilômetro e meio da primeira colisão. A mulher de Prestes esteve no Instituto Médico Legal pela manhã .

Acidente

A neblina é considerada pelas autoridades como o principal motivo do acidente ocorrido por volta das 12h50, no km 41 da Rodovia dos Imigrantes, na região de São Bernardo do Campo, sentido São Paulo. De acordo com o coronel Roberval França, os motoristas deveriam ter interrompido a viagem por causa da má visibilidade.

"No trecho do acidente não é comum a ocorrência de tal condição meteorológica”, disse o policial. "Este foi o pior acidente já registrado na história da Rodovia dos Imigrantes", completou.

No momento da colisão, a visibilidade no local era inferior a 30 metros. Para a polícia, quando a visibilidade é de menos de 50 metros, a orientação é de que os motoristas interrompam a viagem, parem no acostamento e liguem o pisca-alerta.

Acidente com dimensões semelhantes ocorreu no dia 28 de junho de 1977. Na ocasião, 151 veículos envolveram-se em um megaengavetamento nas duas pistas da Via Anchieta, entre os km 68 e 61. A tragédia terminou com saldo de 15 mortos e 285 feridos.

Cenário de caos

A repórter do iG Fernanda Simas esteve no local do acidente na quinta-feira e relatou que "o cenário era de caos" . "São dez minutos a pé para percorrer o trecho de carros espremidos entre caminhões e pedaços de ferro. Não há brecha entre os veículos e é impossível saber onde começa a frente de um caminhão, a traseira de um carro, o que é uma porta, um bagageiro. Há apenas uma única peça gigante e mal cheirosa".

O caminhoneiro Juliano Silva, de 35 anos, disse que a batida foi "muito de repente". "Por causa da forte neblina, ninguém conseguiu brecar e os veículos começaram a bater", contou. Silva estava voltando de Santos, litoral de São Paulo, e levava carregamento de sal para Mairinque, no interior.

No total, 151 viaturas dos bombeiros, polícia rodoviária e polícia do ABC paulista foram usadas no resgate das vítimas e no combate ao incêndio na estrada. Dois helicópteros Águia da Polícia Militar também participaram da ação.

Os bombeiros informaram que a extensão do acidente chegou a alcançar 2 km. As vítimas com ferimentos leves foram atendidas no local e encaminhadas para os pronto-socorros das cidades de Diadema, Mauá, Santo André, Cubatão e Santos.

* com informações da Agência Estado

    Leia tudo sobre: rodovia dos imigrantesengavetamentocolisãoacidente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG