Reunião partidária termina com morto e ferido no Guarujá

Ex-secretário de governo da cidade foi morto na ação. Polícia acredita em crime político

AE |

selo

Uma reunião do diretório municipal do Partido Pátria Livre (PPL), que ocorria em uma sede improvisada, na Rua Mário Silveira, 305, atrás do 1º Distrito Policial, no Jardim Conceiçãozinha, no Distrito de Vicente de Carvalho, no Guarujá, litoral sul paulista, terminou, por volta das 20h de ontem, com a morte do ex-secretário de governo de Guarujá Ricardo Augusto Joaquim de Oliveira, de 47 anos, que, naquele momento, presidia a comissão provisória da legenda. 

O secretário do partido, Carlos Alberto de Souza, o "Carlinhos da Praia", pré-candidato a vereador, foi atingido de raspão. Segundo testemunhas, quatro homens, em duas motos, todos de capacete, pararam em frente ao imóvel. Um dos garupas, portando uma pistola, entrou no local e atirou várias vezes contra Joaquim, que morreu no local. Os criminosos continuam foragidos. A moto na qual estava o atirador seria uma Honda Biz preta. 

Policiais militares da 2ª Companhia do 21º Batalhão do Interior (BPM/I) foram acionados, mas não conseguiram deter nenhum suspeito durante buscas feitas na região. O caso está sob os cuidados do delegado Carlos Schneider. A polícia não descarta nenhuma hipótese para iniciar as investigações, mas o mais provável é que se trata de crime político.

    Leia tudo sobre: crimeguarujáSão Paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG