Relógios de rua de SP estão desligados por falta de luz

Prefeitura diz que tem pago conta regularmente. Eletropaulo afirma que vai investigar causa do problema

AE |

selo

Um quinto dos relógios de rua da capital paulista está desligado porque a energia foi cortada pela Eletropaulo. A afirmação foi feita pela Buldogue Mídia Exterior, empresa que ganhou licitação para fazer a manutenção dos equipamentos. A Eletropaulo afirma que vai verificar o problema. Dos 303 relógios que mostram hora e temperatura na capital, 63 estariam sem energia.

A empresa afirma que as contas vêm sendo pagas regularmente pela Prefeitura e que não haveria motivo para o corte. Em nota, a Assessoria de Imprensa da Eletropaulo afirmou que a concessionária "está avaliando a causa do não funcionamento dos relógios". "Encontramos problemas não esperados, como o desligamento da energia pela Eletropaulo", afirma Fabrício Guimarães, diretor da Buldogue. "Não sei por que a energia foi cortada." Outros 42 estão quebrados.

A Buldogue assumiu a manutenção dos relógios de rua neste mês, após vencer licitação feita pela Prefeitura. Segundo o diretor da empresa, serão necessários "de 15 a 20 dias" para consertar e colocar novamente em funcionamento os relógios quebrados. "Estamos enfrentando dificuldade com os equipamentos antigos, porque faltam peças de reposição. E não há sistema de controle remoto, vamos precisar instalar um", diz.

    Leia tudo sobre: luzrelógios de ruaeletropaulosão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG