Cidades do ABC paulista e a zona leste da capital registraram queda de granizo nesta tarde

Alagamento na avenida Maria Campos, no centro de Osasco, na Grande São Paulo
AE
Alagamento na avenida Maria Campos, no centro de Osasco, na Grande São Paulo
A chuva que atingiu a região metropolitana de São Paulo nesta terça-feira deixou regiões da capital paulista em estado de atenção das 14h20 até as 17h, informou o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura. Apesar do CGE não registrar pontos de alagamento, áreas do centro da capital e da região metropolitana, principalmente em Osasco,  ficaram alagadas.

Pedestres caminham durante forte chuva na avenida Paulista
AE
Pedestres caminham durante forte chuva na avenida Paulista
De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), às 17h21, a cidade tinha 65 quilômetros de lentidão, índice acima da média para o horário. Os pontos de maior lentidão estão na Marginal Tietê, sentido Ayrton Senna, pista expressa, da Ponte Julio de Mesquita Neto até a rua Azurita (6,5 Km); no Corredor Norte/Sul, sentido Aeroporto, da Viaduto São Joaquim até o Complexo Viário João Jorge Saad (4,3 Km); na Radial Leste, sentido bairro, da rua Piratininga até o Viaduto Pires do Rio (3,9 Km); na Marginal Pinheiros, sentido Castelo, pista expressa, da Rua Verbo Divino até a Rua da Quintana (3,6 Km).

Segundo o CGE, áreas de instabilidade que provocaram precipitação forte em diversos pontos da cidade nesta tarde de terça-feira perderam intensidade, e de acordo com imagens de radar, restam apenas chuva leve e chuviscos em boa parte dos bairros.

As chuvas mais intensas estão restritas às regiões noroeste e sul da Grande São Paulo, mas sem potencial para atingir a capital. Por volta das 14h foi registrada queda de granizo no Parque das Nações, em Santo André, e às 14h15, no KM 18 da Rodovia Anchieta, em São Bernardo do Campo; e às 14h30, e na avenida Luiz Ignácio de Anhaia Melo (Vila Prudente - próximo ao Vd. São Paulo); e na Cidade de Carapicuíba (próximo ao Rodoanel) às 15h20. Às 15h, o aeroporto de Guarulhos registrou rajadas de vento de 41 km/h.

Segundo previsão do CGE, ainda há a possibilidade de ocorrência de chuvas isoladas e de menor intensidade até o o final da noite.

Na quarta-feira (22), a passagem de uma frente fria pelo Sudeste muda o tempo na Grande São Paulo. O sistema traz chuvas mais generalizadas ao longo do dia, com potencial para a formação de alagamentos nas cidade da Grande São Paulo. Mesmo com a chuva, não há previsão de queda acentuada de temperatura. A máxima fica em torno dos 28ºC com sensação de tempo abafado.

O risco de chuvas fortes diminui na quinta-feira (23), entretanto ainda podem ocorrer alagamentos em função das chuvas ao longo do dia. As pancadas de chuva isoladas nos fins de tarde, voltam a ocorrer a partir do dia 24 com a elevação gradual das temperaturas.

Maiores índices pluviométricos registrados até as 17h00:

Córrego Jaguaré - 67,6mm
Ribeirão dos Couros (Piraporinha / Diadema) - 30,2mm
Ribeirão dos Couros (Mercedes Benz / Diadema) - 29,2mm
Córrego Poá - 27,4mm
Pirajuçara (Extra Taboão / Butantã) - 26,4mm
Morro do S (São Paulo) - 21,8mm
Córrego Poá (Regis Bittencourt / Taboão da Serra) - 21,2mm
CTH (Usp) - 18,4mm
Ribeirão dos Couros (Mercedes Paulicéia / São Bernardo do Campo) - 17,6mm
Ribeirão dos Couros (São Bernardo do Campo / Vila Rosa) - 17,4mm
Córrego Saracantan (São Bernardo do Campo) - 17,0mm
Pirajuçara - 16,7mm
Rio Tamanduateí (Mauá) - 15,6mm
Imigrantes (FEI / São Bernardo do Campo) - 14,9mm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.