Dois homens estão soterrados desde a manhã de terça-feira, após um deslizamento de pedras

Uma nova queda de rochas interrompeu nesta tarde os trabalhos do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil, nas buscas aos dois funcionários de uma pedreira em Santos, no litoral de São Paulo. Os trabalhos tinham recomeçado por volta das 8 horas desta quarta-feira, e tiveram que ser suspensos por conta do risco de novos deslizamentos. Os homens estão desaparecidos desde um deslizamento de pedras que aconteceu por volta das 6 horas de terça-feira.

De acordo com o engenheiro Ernesto Tabuchi, a grande dificuldade nas buscas é o risco de novos desabamentos que ainda é muito alto. A companhia responsável pela pedreira contratou uma empresa que montará planos de análise de risco e de resgate. Além disso, outras duas empresas foram contratadas para fazer a avaliação do local.

De acordo com o Centro de Operações do Corpo de Bombeiros (Cobom), além dos bombeiros, geólogos da Prefeitura de Santos e do Guarujá também trabalham no local, realizando trabalhos de resgate.

De acordo com Tabuchi, ainda é muito cedo para dizer quais foram as causas do acidente, mas uma das hipóteses seria o excesso de chuvas no início do ano na região.

Bombeiros trabalham no resgate de dois funcionários soterrados em pedreira no litoral de São Paulo
Futurapress
Bombeiros trabalham no resgate de dois funcionários soterrados em pedreira no litoral de São Paulo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.