Queda de laje mata uma pessoa a cada três dias em São Paulo

Balanço da Secretaria de Estado da Saúde registra 136 mortes no ano passado. Crianças correm riscos em construções irregulares utilizadas como áreas de lazer

iG São Paulo |

Um levantamento realizado pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, divulgado nesta sexta-feira, revela que uma pessoa morre a cada três dias por queda de laje no Estado. No ano passado, foram registradas 2.649 internações causadas por quedas acidentais de estruturas como lajes, balcões ou sacadas, muros, telhados e torres. Desse total, 136 pessoas morreram.

Perigos durante o verão: Afogamentos matam 77 pessoas por mês em São Paulo

Ainda segundo a secretaria, as internações relacionadas a esse tipo de ocorrência custaram R$ 3,2 milhões ao Sistema Único de Saúde (SUS) paulista. Para a médica do Grupo de Resgate e Atendimento a Urgências da Secretaria (Grau), Silvana Nigro, as quedas de laje ocorrem pela ausência de uma estrutura de proteção nesses pavimentos superiores.

Muitas famílias constroem as lajes como uma área de recreação ou lazer, porém as construções são incompletas e não apresentam reforços como muros ou grade nas laterais. Esse tipo de acidente é comum entre crianças, que utilizam as lajes para brincadeiras com bola ou pipas, especialmente em finais de semana e feriados. O risco de choques elétricos também é grande devido à altura das lajes.

Caso presencie algum acidente deste tipo, as recomendações são manter a vítima calma e com o pescoço cuidadosamente imobilizado e acionar as equipes de resgate.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG