Queda de árvores em São Paulo já supera total de 2009

Até 30 de novembro deste ano, foram registradas 990 quedas contra 971 do ano passado

AE |

selo

A queda de nove árvores danificou cinco carros, interrompeu a distribuição de energia em algumas casas e deixou duas pessoas com ferimentos leves anteontem à noite, em São Paulo. Os incidentes foram provocados pela chuva forte e por rajadas de vento que atingiram 41 quilômetros por hora em alguns pontos da cidade. Até 30 de novembro, foram registradas 990 quedas de árvores na capital paulista, segundo os bombeiros. No ano passado, foram 971 casos.

Mauricio Teixeira
Árvore que caiu no bairro da Vila Madalena na madrugada de quinta-feira
Com a intenção de acelerar a poda das árvores do município e tentar diminuir o impacto da queda de galhos sobre a fiação, prefeitura e AES Eletropaulo assinaram um convênio ontem. Pelo acordo, a companhia elétrica fica responsável, durante dois anos, por fazer o corte de todas as árvores que crescem embaixo da rede de distribuição. À prefeitura, cabe limpar as folhas e fazer a poda em árvores que não ficam perto dos fios.

O acordo será colocado em prática pela primeira vez neste fim de semana, quando serão feitas podas nas Ruas Groenlândia e Colômbia, nos Jardins, e nas Avenidas Rio Branco e Rudge, em Campos Elísios, no centro. "O trabalho vai ficar mais ágil. Quando o galho encostava nos fios, tínhamos de chamar a Eletropaulo para desligar a rede. Não vamos precisar mais fazer isso", disse a coordenadora de Áreas Verdes da Secretaria de Coordenação de Subprefeituras, Cynthia Guimarães Bianchi. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: quedaárvore

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG