Protesto de 1º de maio acaba em confronto em São Paulo

Segundo a Polícia Militar, ninguém ficou ferido ou foi preso. Manifestantes protestavam contra o espancamento de um negro

iG São Paulo |

Em meio a protestos do Dia do Trabalhador, no centro de São Paulo, policiais militares e manifestantes da organização não-governamental Educafro entraram em confronto. O conflito ocorreu na manhã de hoje, 1º de maio, durante protesto na Praça da Sé. De acordo com a Polícia Militar, não houve feridos e ninguém foi detido.

AE
Policial militar aponta arma para manifestante na Praça da Sé neste domingo

A PM informou que os manifestantes protestavam contra o espancamento de um negro ocorrida na Lojas Americanas de Campo Grande, no último dia 23 de abril. Eles também pediam a contratação de negros para cargos de chefia e exposição de 25 bonecas negras na vitrine da Lojas Americanas.

A polícia disse que uma viatura passava pelo local quando teve o vidro da porta dianteira esquerda quebrado. A Força Tática da PM foi acionada e dispersou os manifestantes com gás de pimenta e balas de borracha. Na confusão um carro teve o vidro traseiro quebrado por uma pedra.

(Com Agência Estado)

    Leia tudo sobre: 1º de maiodia do trabalhadorconfronto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG