Protesto contra Belo Monte congestiona Av. Paulista

Além de São Paulo, ativistas programaram manifestações em outras 14 cidades, incluindo Brasília e Rio de Janeiro

AE |

selo

AE
Manifestantes participam de passeata do Dia Internacional de Ação em Defesa da Amazônia, em protesto contra a construção da usina de Belo Monte, na Avenida Paulista
Aproximadamente 300 pessoas fazem nesta tarde uma manifestação na Avenida Paulista, em São Paulo, contra a construção da Usina de Belo Monte, no Rio Xingu, no Pará.

O grupo se reuniu por volta das 14h30 no vão livre do Masp e às 16h20 estava na altura da Rua Haddock Lobo. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), duas faixas da direita estão bloqueadas, no sentido Consolação. O motorista enfrenta congestionamento da Praça Oswaldo Cruz até a Avenida Doutor Arnaldo. 

O grupo se dirige para a sede do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), na Alameda Tietê. A Polícia Militar disse que acompanha o protesto, considerado pacífico. 

Os movimentos Brasil pela Vida nas Florestas e Xingu Vivo para Sempre e a Frente Pró-Xingu querem fazer deste sábado - Dia Internacional da Ação em Defesa da Amazônia - um dia de protesto contra a construção da Usina de Belo Monte. 

Os ativistas programaram manifestações em 15 cidades, incluindo Brasília e Rio de Janeiro. Segundo os movimentos sociais, haverá manifestações também na próxima segunda-feira, 22, em cerca de 20 cidades em 16 países - entre eles, Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra, Noruega, Irã, Turquia e Austrália. Os protestos serão em frente às embaixadas e consulados brasileiros.

    Leia tudo sobre: belo monterio xingupará

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG