Promotoria deve anunciar nesta quinta se libera reabertura de Hopi Hari

Parque foi fechado no dia 2 para que uma equipe inspecionasse os brinquedos; a adolescente Gabriela morreu após cair de brinquedo

AE |

selo

Ademar Gomes / Divulgação
Foto antes do acidente define posicionamento da família no brinquedo; Gabriela está ao fundo (dir.)
O Ministério Público Estadual de Vinhedo (SP) deve anunciar quinta-feira (22) se vai liberar e permitir a reabertura do parque de diversões Hopi Hari ou se vai propor um aditamento ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que mantém o mantém fechado. Nesse período houve uma prorrogação que termina na quinta-feira.

 Se o MP pedir um novo fechamento, o parque deverá anunciar aos seus clientes a nova decisão, assim como determinou o Procon para evitar prejuízos a quem já tenha comprado ingressos adiantado. Desde o dia 2, o Hopi Hari interrompeu as suas atividades com o público e recebeu uma equipe de inspeção para conferir quais os critérios de segurança adotados aos brinquedos .

A decisão em fechar o empreendimento para uma fiscalização mais rigorosa contando com técnicos do IPT, Corpo dos Bombeiros, Crea e Instituto de Criminalística foi determinada depois do acidente que causou a morte da adolescente Gabriela Nichimura, 14 anos, em 24 de fevereiro. Com o TAC assinado entre a direção do parque e o Ministério Publico, a equipe visou apurar como são operados os brinquedos.

Além da análise mecânica com testes da funcionalidade dos equipamentos, a equipe solicitou ao Hopi Hari que colocasse à disposição dos fiscais toda a documentação referente ao empreendimento. O objetivo é verificar se houve alguma alteração ao traçado originalmente ou se pontos importantes foram esquecidos.

    Leia tudo sobre: hopi harifechado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG