Presa dona de autoescola por fraudar aula noturna em São Paulo

Autoescola em Pinheiros está relacionada numa lista com pelo menos 15 empresas investigadas na cidade por burlar aulas noturnas

AE |

A obrigatoriedade das aulas noturnas para motoristas está em vigor há dois meses, mas já virou alvo de fraude. O primeiro caso foi descoberto pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran) na terça-feira na Auto Escola Legal, em Pinheiros, zona oeste de São Paulo. Uma das donas, Claudia Fabiana Leite, foi presa em flagrante por falsidade ideológica, crime inafiançável.

A unidade está relacionada numa lista com pelo menos 15 autoescolas investigadas na cidade por burlar as aulas à noite. No caso de Cláudia, ela é acusada de marcar as aulas para um jovem de 19 anos em nome de um ex-instrutor da unidade. No horário em que o aluno deveria estar dirigindo, por volta das 19 horas de terça-feira, ela inseria no sistema a informação de que as aulas estavam ocorrendo usando a sua digital.

O delegado do Detran Wilson Roberto Zampieri contou que Cláudia teria recebido um valor por fora do aluno. "Ela (Cláudia) chegou aqui chorando muito e alegou que comprou a autoescola há 15 dias. Disse também que o aluno insistiu que sabia dirigir e quis ajudá-lo." Segundo Zampieri, a dona da unidade ficará presa. A pena varia de 1 a 5 anos de prisão. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: autoescolaaulas noturnas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG