'Preparativos demoraram quase um ano', diz delegado sobre roubo ao Itaú em SP

Polícia identificou 13 integrantes da quadrilha que arrombou cofres particulares da agência; crime ocorreu em agosto deste ano

iG São Paulo |

Divulgação/Deic
Policiais já prenderam dois suspeitos e encontraram parte das joias roubadas
O delegado titular da Delegacia de Repressão a Roubo a Bancos do Deic, Roberto Cerri Maio, afirmou nesta quarta-feira que a quadrilha de assaltantes, que invadiu e roubou os cofres particulares do banco Itaú, planejou a ação "por quase um ano". Além disso, segundo a polícia, os criminosos conheciam a agência e suas instalações. Na ocasião, em agosto deste ano, o bando arrobou mais de 160 cofres particulares na agência da Avenida Paulista, centro de São Paulo.

Leia também: Polícia prende suspeito e encontra parte das joias roubadas do Itaú

Além de esclarecer a dinâmica da quadrilha, o departamento de crime organizado identificou 13 integrantes da quadrilha. Em setembro deste ano, outros dois suspeitos foram presos pela polícia em Embu das Artes. Com eles, foram encontradas pedras preciosas e alta quantia de libras esterlinas. 

Para o delegado, o roubo ao banco só foi bem sucedido devido uma quebra de protocolo do setor responsável pelo sistema de monitoramento e alarme, que funciona distante da agência. 

Segundo a polícia, um funcionário da prestadora de serviço conseguiu mudar um dos códigos e desligou o sistema de segurança. Isso permitiu a invasão das dependências dos cofres. O vigia da noite teria ainda facilitado a entrada do grupo no banco.

O delegado Cerri Maio vai se pronunciar nesta quarta-feira sobre o caso e divulgar as informações dos envolvidos.

Roubo

Os bandidos, segundo o depoimento de um vigia, entraram no banco pela lateral, renderam um vigilante, que abriu a frente da agência para outros bandidos passarem, e ficaram 10h roubando os cofres - com início na madrugada de um sábado, dia 27 de setembro.

Eles chegaram a quebrar uma parede na lateral do espaço onde ficam os cofres e usaram diversas ferramentas para abri-los. A polícia encontrou, na manhã do dia 28, quando o roubo foi comunicado, maçaricos, serras de diversos tipos, compressores, furadeiras, transformadores e cilindros de oxigênio e acetileno.

Integrantes da quadrilha identificados pela polícia:

Divulgação/Deic
Treze integrantes da quadrilha foram identificados pelo Deic

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG