Prefeitura interdita prédio que desabou em São Bernardo do Campo

Edifício Senador ficará inacessível por tempo indeterminado, enquanto é realizada a perícia; duas pessoas morreram no desabamento

AE |

selo

AE
Prefeitura interdita prédio que desabou parcialmente em São Bernardo
A Prefeitura de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, interditou na quarta-feira (8) o Edifício Senador, que desabou parcialmente na última segunda-feira (6). Júlia Moraes, de 3 anos, e a enfermeira Patrícia Alves Farias de Lima, de 26, morreram no acidente. Outras seis pessoas ficaram feridas.

Susto: 'Pensei que já estivesse morta', diz sobrevivente de desabamento

Imagens: Veja fotos e vídeo do desabamento em São Bernardo do Campo

O prédio, interditado pro volta das 17h30, ficará inacessível por tempo indeterminado para realização de perícia. O imóvel está cercado por tapumes.

Desabamento

A polícia investiga se a laje que passou por obras contra infiltrações pode ter sido a causa do acidente . Pedaços da laje do Edifício Senador serão enviados para análise no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). O síndico do prédio negou que a causa do desabamento esteja relacionada ao reparo.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG