Prefeitura determina interdição do Center Norte em São Paulo

Shopping tem até 72h para suspender todas as atividades do complexo. Estabelecimento alega que não há risco de explosão

iG São Paulo |

A Prefeitura de São Paulo determinou nesta terça-feira a interrupção de todas as atividades do Shopping Center Norte, na zona norte da capital, em até 72h - como antecipou ontem com exclusividade o Poder Online do iG . O shopping é o segundo maior de São Paulo em movimentação, sendo que 80 mil pessoas passam no local por dia, segundo a assessoria de imprensa do Center Norte.

Além da ordem de interdição, técnicos da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente estiveram no shopping e aplicaram um auto de multa no valor de R$ 2 milhões pelo não atendimento às exigências da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

Leia também: Center Norte corre risco de explodir, diz Cetesb

Os técnicos também entregaram um termo de suspensão total das atividades do Center Norte, dos estacionamentos locais, do Carrefour e do Lar Center. Segundo a prefeitura, o shopping agora entrou em uma lista de "Áreas Contaminadas Críticas" da Cetesb, devido ao vazamento de gás metano no terreno.

Segundo a prefeitura, essa medida é válida por tempo indeterminado, até que o estabelecimento comprove que as exigências da Cetesb estão sendo implementadas . O prazo para apresentar projeto é de 30 dias. Fiscais da Subprefeitura da Vila Maria, que acompanharam a fiscalização, serão responsáveis pela verificação do cumprimento do termo de suspensão total das atividades.

AE
Center Norte tem até 72h para a suspensão das atividades. Lar Center e Carrefour também foram interditados

Vistorias

Na última quinta-feira (22), técnicos da Cetesb constataram que o shopping não havia instalado o sistema de extração de gases conforme exigiu o órgão. A medida afastaria o risco potencial de explosão na área do empreendimento. Devido ao não cumprimento do pedido, ficou mantida a aplicação de multa diária de R$ 17.450. O estabelecimento, construído em 1984 sobre um antigo lixão, entrou para a lista de áreas contaminadas críticas por causa do risco de explosão. 

Shopping não concorda com decisão

O Shopping Center Norte divulgou uma nota afirmando que mantém a normalidade de suas operações e está tomando as medidas legais e administrativas em relação à decisão que determina a suspensão de suas atividades. Além disso, o o Center Norte diz que não concorda com a medida da prefeitura, uma vez que tem cumprindo as exigências da Cetesb para resolver a questão ambiental, "por meio do monitoramento diário da área e das obras para a instalação de drenos para a exaustão do gás metano existente no solo".

A nota ressalta que o gás metano identificado está localizado abaixo do piso do empreendimento, sob a camada de concreto, onde as condições para que ocorra uma explosão são nulas. No texto, afirma-se ainda que "o Shopping Center Norte assegura que a normalidade de suas atividades não coloca em risco a segurança e a saúde de seus lojistas, funcionários, clientes e fornecedores, razão pela qual não concorda com a decisão do órgão público".

Histórico do problema

De acordo com a Câmara Municipal de São Paulo, o desentendimento da Cetesb com a administração do shopping Center Norte teve início em 2003, quando foi feita a primeira vistoria no local a pedido da, na época, Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigava a responsabilidade por contaminação e o passivo ambiental na cidade.

Os vereadores e técnicos questionavam a eficácia dos respiros instalados para a eliminação do gás metano na área do estacionamento e nas calçadas do lado externo do shopping. O gás é consequente da construção ter sido feita em terreno onde funcionava um depósito de lixo.

A Câmara informa que a Cetesb, em 2004, avaliou que “os poucos dados disponíveis e levantados não possibilitaram uma conclusão definitiva a respeito da contaminação da área”. Outras vistorias feitas em 2010, no entanto, apontaram a área como local de concentração de metano.

    Leia tudo sobre: shopping center norteinterdiçãocetesbprefeitura

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG