Prefeitura de SP veta uso de geradores movidos a óleo diesel

Prédios têm até 180 dias para converter equipamentos ou adaptar filtros

iG São Paulo |

Os prédios de São Paulo que utilizam geradores para evitar ficar às escuras, por conta das quedas constantes de energia que têm acontecido na cidade, terão, a partir desta sexta-feira, 180 dias para adotar modelos que não façam proveito de óleo diesel, convertê-los para outros combustíveis ou adaptar filtros, ou outros acessórios que reduzam a poluição ao meio ambiente, segundo Decreto publicado hoje no Diário Oficial.

A medida, que também abrange novas construções públicas ou privadas aprovadas a partir de hoje, será fiscalizada por agentes do Departamento de Controle da Qualidade Ambiental (Decont).

De acordo com a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, em casos de denúncias e reclamações sobre incômodo por emissão de odor, ruído e fumaça, será concedido prazo de 180 dias para adequação à Lei Municipal, ficando suspensa a utilização do equipamento, exceto em casos de emergência.

    Leia tudo sobre: geradoresprédiosmeio ambientesão paulodiesel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG