Poluição já é o 5º maior problema de SP na opinião dos moradores

Levantamento do Movimento Nossa São Paulo e do Ibope mostra que preocupação com a poulição cresceu de 2009 para 2010

Agência Brasil |

A poluição é o quinto tema que mais preocupa os habitantes da capital paulista, segundo levantamento divulgado nesta quinta-feira pelo Movimento Nossa São Paulo e o Ibope. Outro dado importante é que a preocupação com a qualidade do ar foi o segundo tema que mais cresceu de 2009 para 2010.

De acordo com o estudo, em 2009, 21% dos paulistanos entrevistados apontavam a poluição como um dos principais problemas da cidade. Neste ano, o percentual subiu para 28%. Só a preocupação com a segurança cresceu mais. O percentual de pessoas que acreditam que a área é problemática passou de 29% para 43%.

Ainda segundo o levantamento, 96% da população de São Paulo consideram o problema da poluição grave ou muito grave. No ano passado, esse percentual era de 92%. Neste ano, 95% dos entrevistados afirmaram que a poluição afeta muito ou pelo menos um pouco a sua vida.

“A poluição é o principal problema de saúde de São Paulo”, disse o coordenador do Nossa São Paulo, Oded Grajew, durante entrevista coletiva concedida na Câmara de Vereadores da capital. “Por dia, 12 pessoas morrem devido à má qualidade do ar. Precisamos reduzir a poluição”, enfatizou.

Carro e transporte público

A pesquisa aponta ainda que os moradores de São Paulo acreditam que os veículos são os principais responsáveis pelo problema. Cerca de 2 milhões de paulistanos usam o carro todos os dias para ir ao trabalho ou para cumprir outras atividades diárias.

Por isso mesmo, 76% dos paulistanos que dirigem todos os dias disseram ao ser entrevistados que deixariam o carro em casa, caso a capital paulista tivesse um sistema de transporte público de qualidade.

Ao todo, 1,5 milhão de motoristas estariam dispostos a mudar seus hábitos de transporte, o que representa cerca de 20% da população de São Paulo. “Temos uma mobilização latente enorme”, disse Márcia Cavallari, diretora do Ibope e uma das responsáveis pelo levantamento. “O que precisamos é colocar todo esse potencial em prática e realmente mudar a forma que as pessoas se movem dentro da cidade.”

Ela explicou que a população, no geral, já descobriu que o investimento em transporte público é o mais eficaz para a melhoria da mobilidade urbana. Na pesquisa, 67% dos 805 entrevistados responderam que a ampliação e a modernização dos sistemas de trens, ônibus e metrô deveriam ser prioridade para o Poder Público, 24% pediram igualdade de tratamento para os sistemas particular e coletivo e 5% defendem a prioridade para construção de pontes, viadutos e avenidas.

Os entrevistados também deram nota para a qualidade do transporte público em São Paulo. Em uma escala de 1 a 10, eles deram 4,7. “A baixa qualidade do serviço de transporte dificulta que a população deixe de usar o carro”, afirmou Oded Grajew. “A população demanda uma mudança”, completou.

    Leia tudo sobre: poluiçãocarrosmovimento nossa são paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG