Polícia prende um dos suspeitos de matar Vanessa Duarte

Duas testemunhas reconheceram o homem como um dos que estavam com a jovem no dia do crime, ocorrido em fevereiro

iG São Paulo |

Reprodução
Vanessa Duarte ao lado do noivo Luiz Vanderlei de Oliveira
Um dos suspeitos de participar do assassinato da supervisora de vendas Vanessa Vasconcelos Duarte, de 25 anos, foi preso. A equipe do Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) da Delegacia Seccional de Carapicuíba (Demacro) prendeu R.S.S., conhecido como “Gigante”, que foi indiciado por estupro e latrocínio (roubo seguido de morte).

“Gigante” é cunhado de “Buda”, outro suspeito do crime e que morava nas proximidades da residência de Vanessa. Ele chegou a contar para algumas pessoas que a matou por medo de ser reconhecido .

Duas testemunhas já reconheceram o homem preso como um dos que estavam com Vanessa no dia de seu desaparecimento, segundo a polícia civil. As testemunhas também contam que ela e os suspeitos discutiam muito. O outro homem continua sendo procurado e deve ser indiciado pelos mesmos crimes, segundo o delegado titular do SHPP, Alexandre Polito Ferreira.

O caso

O corpo da coordenadora de vendas foi encontrado no domingo (13 de fevereiro), no km 41,5 da Rodovia Raposo Tavares, em Cotia, Grande São Paulo. Ela estava desaparecida desde que saiu da casa do noivo, em Barueri, também na região metropolitana, entre 8 e 9h de sábado (12), para encontrar suas amigas e irem juntas a um curso de maquiagem, mas não chegou ao local combinado. O corpo foi achado no meio da mata, seminu e apresentando sinais de violência. Próximo ao corpo foram encontrados um preservativo e duas embalagens vazias.

Na mesma manhã, as amigas estranharam a demora e tentaram achá-la. Um policial militar e dois amigos da coordenadora decidiram realizar buscas por contra própria. O carro que a jovem usava foi encontrado abandonado em Vargem Grande Paulista, também na Grande São Paulo, pela Polícia Militar. Uma moradora da região disse que viu quando o veículo foi deixado no local por um homem.

Na época dos interrogatórios, o irmão de Vanessa, Danilo Duarte, afirmou que, por ser muito reservada, a irmã não divulgou para mmatricuitas pessoas que estava matriculada no curso de maquiagem, que duraria um dia completo. “Eu mesmo não sabia que ela faria esse curso. Depois que aconteceu tudo isso eu fiquei sabendo que ela queria fazer esse curso para poder se automaquiar para o seu casamento que seria ainda este ano. E para maquiar nossa outra irmã, Valéria Duarte, que tem o casamento marcado para o mês de maio.”

Viviane de Vasconcellos, irmã gêmea de Vanessa, relatou que sua irmã era muito vaidosa e queria aprender a fazer maquiagem de forma profissional. “Tudo o que ela fazia ela queria que fosse da melhor forma possível. Era o orgulho da família. Tudo o que fazia era motivo de satisfação. Agora perdemos nossa boneca.”

Futurapress
Carro foi recuperado com pequeno foco de incêndio

    Leia tudo sobre: vanessa duartesuspeito presoassassinatocrime

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG