Polícia prende sem-terra em tentativa de invasão

Militantes foram detidos após ação frustrada na fazenda São João do Atibaia, em Campinas

Agência Estado |

Ao menos sete integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) foram detidos nesta sexta-feira após tentativa de invasão da fazenda São João do Atibaia, em Campinas, interior de São Paulo. Os sem-terra fazem parte do grupo de 100 famílias que invadiu a fazenda Monte d'Este, do grupo Tozan, no dia 13, e teve de deixar o local na última quarta-feira.

A Polícia Militar levou os manifestantes para a delegacia. Segundo a polícia, a ação dos sem-terra foi caracterizada como esbulho possessório (invasão de um bem ou imóvel residencial, comercial ou rural). Não houve resistência por parte do MST.

Os sem-terra foram liberados ao fim do dia e as famílias, que protestaram em frente à Prefeitura de Campinas um dia antes, receberam abrigo em área do Sindicato dos Químicos. "Mais uma vez a luta pela terra vira caso de polícia. É a criminalização dos movimentos sociais", afirmou Celso Romualdo, um dos integrantes do MST.

Os sem-terra pretendem continuar as manifestações e ações na cidade até que consigam área para assentar as famílias de Campinas, Limeira, Hortolândia, Sumaré e Americana que participam do protesto. Eles dizem ter contato com representantes do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e da administração municipal. A prefeitura não quis se pronunciar sobre o caso. O Incra também não se manifestou sobre o assunto.

    Leia tudo sobre: MST

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG