Em março, 65 ocorrências foram registradas. Participação de comissários de bordo no envio dos itens roubados ao exterior é investigada

Cinco pessoas foram presas durante a madrugada desta quarta-feira acusadas de integrar quadrilha que aliciava menores de idade para roubar relógios, celulares e joias no Itaim Bibi, bairro nobre da zona sul de São Paulo. Os criminosos abordavam as vítimas com armas de brinquedo. Ao todo, desde março deste ano, a polícia estima que 65 crimes foram cometidos na região - aproximadamente dois por dia.

O grupo atuava no Itaim há 3 anos e contratava adolescentes da Grande São Paulo, Ferraz de Vasconcelos e Franco da Rocha, para efetuarem os crimes. Após um dia de assaltos, os menores se
encontravam na Praça da Sé, região central, para entregar as mercadorias roubadas aos aliciadores.

O delegado titular do 15º DP, Paul Henry Verduraz, explicou que os menores roubavam as pessoas com o uso de simulacros - armas de brinquedo - fornecidos pelos próprios aliciadores. Durante investigação, que durou três meses, foi constatado que os adolescentes eram treinados para reconhecer objetos de valor e celulares de última geração. Vítimas eram abordadas dentro de táxis, carros e saindo de restaurantes.

A polícia apresentou nesta quarta todos os objetos apreendidos com os criminosos, entre eles celulares e armas falsas. Relógios também eram constantemente roubados pela quadrilha. Segundo o delegado, os relógios da marca Rolex eram roubados e dificilmente apreendidos pela velocidade que são colocados no mercado.

"Com as investigações, descobrimos que esses relógios são vendidos no exterior, principalmente Argentina", explica Verduraz dizendo que a polícia trabalha com a hipótese de que há comissários de bordo de companhias aéreas envolvidos com o esquema.

Entre os presos, estão: Aurelino Rodrigues, conhecido como Mineiro, José Domingos Gonçalves, o Cavalo, Anderson Duarte Alves e Marcelo Manoel da Silva - especialista em relógios. Todos responderão pelos crimes de roubo, participação em roubo, formação de quadrilha, receptação e aliciamento de menores.

Armas de brinquedo que foram apreendidas pela polícia durante investigação
Carolina Garcia, iG
Armas de brinquedo que foram apreendidas pela polícia durante investigação

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.