Polícia prende motoboy procurado por assalto à Tiffany

Suspeito de integrar quadrilha que levou R$ 1,5 milhão em joias foi preso em posto de gasolina de Santo André

AE |

Futura Press
Motoboy Anderson Silva ao chegar a delegacia em Santo André, no Grande ABC
A polícia prendeu na madrugada desta quinta-feira Anderson José da Silva, de 30 anos, apontado como integrante da quadrilha que, em 16 de maio deste ano, assaltou a joalheria Tiffany, localizada no Shopping Cidade Jardim, na zona sul de São Paulo. Silva segundo a PM, seria membro do Primeiro Comando da Capital (PCC)

A prisão aconteceu em um posto de gasolina da cidade de Santo André, no Grande ABC. O motoboy e mais três amigos estavam em um Vectra preto, com placa do Paraná, e abasteciam o veículo para seguir viagem. Entre os detidos há também uma jovem de 17 anos, namorada do motorista do Vectra.

Os policiais encaminharam Anderson e os demais para o 4º Distrito Policial da cidade. "Nós comparamos a foto do RG dele (falsificado) com uma das dos procurados pelo assalto e que foram expedidas pela polícia e verificamos que era a mesma pessoa. Ele (Anderson) então confessou que participou do roubo e inclusive afirmou que foi o mentor da ação", afirmou o sargento Célio Zumba, do 10º Batalhão. Silva segundo a PM, seria membro do Primeiro Comando da Capital (PCC) e estava foragido desde fevereiro do Presídio de Franco da Rocha.

O delegado plantonista de Santo André já comunicou a prisão à equipe do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic), que acompanha o caso.

Assalto

O assalto à Tiffany ocorreu no dia 16 de maio e causou um prejuízo de R$ 1,5 milhão à joalheria. Com a prisão do motoboy, chega a cinco o número de suspeitos detidos por envolvimento no roubo. Antes de Silva, a última prisão havia acontecido em 26 de maio na cidade de Mongaguá, no litoral sul paulista.

O Shopping Cidade Jardim, onde a joalheria está localizada, foi inaugurado em maio de 2008 e é um dos mais luxuosos do Brasil. Ali, há grifes como Hermès, Chanel, Longchamp, Louis Vuitton e Giorgio Armani. Ele conta com cerca de 120 lojas em 78 mil m², além de salas de cinema, academia e até um SPA. Há também um condomínio de alto padrão em anexo ao centro comercial.

*Com informações do iG São Paulo

Veja imagens divulgadas pela polícia do roubo a Tiffany & Co.


    Leia tudo sobre: assaltoTiffanymotoboy

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG