Polícia prende 17 por roubo a banco e condomínio em São Paulo

Também foram cumpridos 28 mandados de busca e apreensão de drogas, armas, equipamentos eletroeletrônicos e carros

AE |

selo

Dezessete pessoas foram presas em flagrante durante a Operação Nêmesis, desencadeada pelo Centro de Inteligência Policial da Seccional de Araçatuba, no interior de São Paulo. As prisões ocorreram nesta quinta-feira. A operação investiga uma quadrilha, com mais de 20 integrantes, especializada em roubo a banco e condomínios, com atuação em todo o Estado. Também foram cumpridos 28 mandados de busca e apreensão de drogas, armas, equipamentos eletroeletrônicos e carros. 

A ação contou com sessenta policiais civis do Departamento de Polícia Judiciária do Interior 5 (Deinter 5), com o apoio de 37 policiais militares. A quadrilha invadiu, no dia 7 de janeiro, a sede do 2.º Pelotão da Polícia Militar de Avanhandava, a 467 quilômetros da capital paulista, onde algemou e agrediu os policiais que estavam no local. Os homens ainda roubaram armas e coletes balísticos. Em seguida, seguiram para uma agência bancária, que foi assaltada. 

Segundo a polícia, em Avanhandava foram presas sete pessoas, quatro delas de uma mesma família, e duas das prisões foram em flagrante por posse irregular de armas de fogo e munições. Nos municípios de Promissão e Penápolis, foram presos mais dois integrantes da quadrilha, e um deles autuado por porte de entorpecente. 

Em Praia Grande, no litoral sul de São Paulo, policiais militares prenderam mais um integrante da quadrilha, que também foi autuado por porte de armas. Na capital, os policiais cumpriram mandados de prisão na Freguesia do Ó, zona norte; em Pirituba e Campo Grande, na zona oeste; no Jardim Independência, na zona leste; e no Jardim São Luiz, na zona sul, onde prenderam duas mulheres e cinco homens. Outros oito integrantes da quadrilha já haviam sido presos na capital. 

Foram apreendidos dois veículos, 28 telefones celulares, três computadores, uma pistola calibre 380 e um revólver calibre 38, além de munições.

    Leia tudo sobre: políciaassaltantesaraçatuba

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG