Polícia paulista investiga nova denúncia de tortura

Jovens acusam policiais de balearem jovem em uma praça na zona norte de São paulo

iG São Paulo |

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo investiga a denúncia de que três policiais militares teriam tentado matar um jovem, de 22 anos, na zona norte da capital paulista, na noite da última terça-feira. Segundo a denúncia, um dia antes, a vítima e outro adolescente teriam sido torturados dentro de uma viatura após supostamente terem roubado dois celulares.

O caso, investigado pela Polícia Civil, ocorre cerca de três semanas após o assassinato do motoboy Eduardo Luís Pinheiro dos Santos, que encontrado morto depois de ser detido por policiais na Casa Verde, também na zona norte. Doze policiais estão presos .

Segundo da SSP, os fatos estão sendo apurados pela Corregedoria da Polícia Militar, pelo 5º Batalhão de Polícia Militar e pelo 73º Distrito Policial da Capital. A secretaria ainda informa que o caso é acompanhado pessoalmente pelo secretário da Segurança Pública do Estado, Antônio Ferreira Pinto.

De acordo com a Polícia Civil, a agressão teria começado quando dois jovem e um menor teriam roubado dois celulares. Minutos depois, o adolescente teria sido apreendido por policiais militares e sofrido tortura para que revelasse o paradeiro dos comparsas. Outro jovem também foi preso e torturado para que entregasse os celulares, que não foram encontrados

Na noite seguinte, policiais militares à paisana voltaram à região e, segundo a denúncia, balearam um dos jovens e uma praça da zona norte da cidade.

    Leia tudo sobre: violênciatorturapolícia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG