Polícia já tem retratos de invasores de casa de Saulo

Saulo de Castro Abreu Filho, a mulher e a filha foram feitos reféns na região do Alto de Pinheiros, zona oeste de São Paulo, dia 7

AE |

selo

A Polícia Civil do Estado de São Paulo conseguiu fazer o retrato falado de três dos quatro homens envolvidos no assalto à casa do secretário de Logística e Transportes Saulo de Castro Abreu Filho.

Dois dos rapazes foram identificados como pardos, um aparentando 18, o outro 27 anos. O terceiro envolvido foi descrito como negro, aparentando 32 anos. 

Assalto

Divilgação
Retrato de um dos suspeitos
A invasão aconteceu na noite de segunda-feira, dia 7. Saulo de Castro Abreu Filho, a mulher e a filha foram feitos reféns na região do Alto de Pinheiros, zona oeste de São Paulo. O assalto durou quase 4 horas.

A esposa e a filha de Saulo foram dominadas pela quadrilha quando chegavam em casa. Os criminosos estavam de rosto à mostra e chegaram em um veículo preto, conduzido por um quinto bandido, que deixou o local no mesmo carro. Forçados e entrar na casa com os criminosos, esposa e filha, assim como Saulo de Castro, foram obrigados a ficar deitados no chão enquanto os assaltantes procuravam por dinheiro e outros objetos. Os assaltantes, durante todo o tempo, ameaçaram as vítimas.

Após o assalto, a quadrilha fugiu no carro do secretário, um Hyundai Vera Cruz, usando o veículo inclusive para arrebentar o portão da garagem. O veículo foi encontrado por agentes do Grupo de Operações Especiais (GOE) abandonado próximo à Rodovia Raposo Tavares, região do Butantã, zona oeste. Além de computadores, joias, celulares, foram roubados também cerca de R$ 4.500 da família.

O secretário registrou boletim de ocorrência no 14º Distrito Policial, de Pinheiros. Nem a casa nem a rua onde mora Saulo de Castro possuem circuito de TV.

    Leia tudo sobre: NACIONALGERAL

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG