Polícia investiga se suspeito de matar Mércia recrutou cúmplice

Denúncia feita a família de Mércia diz que ex-namorado foi visto na cidade de Nazaré Paulista dias antes de advogada sumir

iG São Paulo |

Uma ligação anônima feita para o celular de Márcio Nakashima, irmão de Mércia, de 28 anos, diz que o principal suspeito pelo assassinato da advogada, o ex-namorado dela, Mizael Bispo de Souza, esteve em um posto de gasolina da cidade de Nazaré Paulista, interior do Estado, dias antes dela desaparecer. No local, ele teria recrutado um cúmplice.

nullO corpo de Mércia foi localizado no dia 11 de junho , boiando na represa de Atibainha, no município de Nazaré Paulista. O carro havia sido localizado no dia anterior , a seis metros de profundidade.

“Uns dias antes dessa menina desaparecer esse Bispo esteve aqui no posto. Ele ficou um tempão no carro parado trocando idéia com esse funcionário dele. Depois, no dia seguinte, ele (funcionário) sumiu. Não veio mais trabalhar. Você passa isso pro delegado. E é o seguinte: ele conhece a região todinha, tanto o Bispo quando esse funcionário dele”, afirma um homem por telefone.

Para a polícia, o suspeito de matar Mércia contou com a ajuda de outra pessoa. "Temos um homícidio. Quem cometeu o crime teve ajuda porque a região é de difícil acesso. Quem veio aqui conhecia a região", afirmou Marco Antônio Desgualdo, diretor do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

Mizael Bispo de Souza, policial militar aposentado e advogado, alega inocência e nega todas as acusações. O advogado dele, Samir Haddad Junior, conversou com o iG e e disse ter “200% de certeza” da inocência do cliente e que o crime foi cheio de rastros e pistas. “Não seria feito por uma pessoa fria e calculista como dizem que ele é”.

Testemunha

Na segunda-feira, um comerciante prestou depoimento no DHPP e disse ter visto o carro da advogada ser jogado na represa na noite de domingo , 23 de maio, mesmo dia em que ela sumiu. A testemunha é fundamental porque descarta a hipótese que a polícia levantava de que Mércia teria sido mantida em cativeiro antes de ser morta.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG