Polícia indicia motorista de ônibus que se chocou com trem em SP

Motorista vai responder em liberdade por homicídio culposo, que é sem intenção de matar

iG São Paulo |

AE
Composição não conseguiu parar e atingiu ônibus
A Polícia Civil de Americana, no interior de São Paulo, indiciou nesta segunda-feira o motorista Alonso de Carvalho, de 51 anos, que dirigia o ônibus que se chocou com um trem, no dia 8 de setembro, causando nove mortes e deixando pelo menos 15 feridos.

De acordo com a Polícia Civil, o motorista foi indiciado por homicídio culposo (sem intenção de matar) e lesão corporal. Ele prestou depoimento nesta segunda-feira pela manhã e foi liberado em seguida. Carvalho vai responder o inquérito em liberdade.

Se for condenado, Carvalho vai ter pena de um ano a dois anos de detenção agravada em um terço à metade por ser motorista profissional. A polícia tem 60 dias para concluir o inquérito. O delegado titular do 1º Distrito Policial (DP) de Americana, Claudiney Albino Xavier, no entanto, afirmou que pretende terminar "o mais rápido possível".

Nesta terça-feira, o delegado deve ouvir um técnico da América Latina Logística (ALL). Xavier quer saber o que a empresa tem feito para melhorar as condições no local "para que novos acidentes não aconteçam". "Faltou também um trabalho da prefeitura", disse, referindo-se à colocação de portão na passagem do trem e reparos nos trilhos.

O acidente

Nove pessoas morreram e 15 ficaram feridas no grave acidente envolvendo o ônibus da Viação VCA e o trem de carga em uma passagem de nível no centro da cidade de Americana. Segundo informações da polícia, o coletivo foi atingido em cheio pela composição, pertencente à ALL, e arrastado por cerca 100 metros.

O ônibus fazia a última viagem do dia da linha Cidade Jardim - Zanaga e, segundo testemunhas, tentou atravessar a passagem logo atrás de um carro, mas não teve tempo. A composição tinha quatro locomotivas e 77 vagões, cada um pesando 100 toneladas, e levava milho, soja e açúcar para o Porto de Santos, no litoral do Estado. Segundo testemunhas, o motorista tentou cruzar os trilhos logo atrás de um carro, mas não teve tempo. Havia um segundo trem parado em outra linha férrea e parte do ônibus acabou esmagada entre as duas composições. O coletivo pertence à Viação VCA e fazia a última viagem do dia do trajeto da linha Mathiense - Antonio Zanaga.

Juarez Correia, coordenador de operações da ALL, proprietária da composição, afirmou que o maquinista acionou corretamente o sinal sonoro e que e as luzes e o alarme da passagem funcionaram corretamente. A empresa abrirá sindicância para apurar o acidente.

O motorista do ônibus, Alonso de Carvalho, de 51 anos, fraturou um pé, um braço e sofreu outras escoriações. O maquinista escapou ileso, mas entrou em estado de choque.

*com informações da AE

    Leia tudo sobre: americanaindiciamentotremônibusacidente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG