Polícia indicia manobrista que matou jovem em SP

Adolescente Fabrício Gonçalves de Oliveira, de 15 anos, morreu com tiro acidental em um estacionamento em Moema

AE |

selo

nullO manobrista Giovanio Pinheiros dos Santos foi indiciado por homicídio doloso - com intenção de matar. Autor do disparo acidental que matou na terça-feira o adolescente Fabrício Gonçalves de Oliveira, de 15 anos, em um estacionamento em Moema, na zona sul de São Paulo, ele foi ouvido na manhã de hoje no 27º Distrito Policial, no Campo Belo, e liberado em seguida.

O manobrista mostrava a sua garrucha calibre 22 para o adolescente quando a arma disparou acidentalmente e atingiu o coração e o estômago do jovem. Segundo a Polícia Militar (PM), Fabrício fazia uma visita ao avô, que trabalha em um lava-rápido no local, quando Giovanio quis mostrar sua arma.

    Leia tudo sobre: estacionamentotiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG