Polícia Federal busca acusados de extorquir empresários no litoral de SP

Operação Pré-Sal teve um agente da Polícia Federal preso nesta terça-feira

Agência Brasil |

A Polícia Federal (PF) em São Paulo desarticulou nesta terça-feira um grupo criminoso acusado de extorquir empresários do ramo de combustíveis do litoral norte de São Paulo. Na operação, que recebeu o nome de Pré-Sal, um agente da Polícia Federal foi preso.

Segundo a PF, 14 mandados de busca e apreensão e três de prisão temporária estão sendo cumpridos nas cidades de São Paulo, São José dos Campos, São Sebastião, Caraguatatuba e Praia Grande.

A investigação começou há cinco meses, depois da denúncia de que o grupo criminoso usava documentos e imagens forjadas para fazer com que os empresários da região acreditassem que estavam sendo investigados pela Polícia Federal. Os criminosos exigiam dos empresários um pagamento, em valores ainda não informados, para que a suposta apuração não prosseguisse. Há a suspeita também de que parte do grupo tinha envolvimento com o tráfico de drogas.

Os envolvidos no esquema criminoso serão indiciados pela Polícia Federal pelos crimes de concussão (tirar vantagem ou dinheiro para si ou para outro em razão do cargo que ocupa), cuja pena varia de dois a oito anos de reclusão, e tráfico e uso de drogas, cuja pena varia de cinco a 15 anos de reclusão.

    Leia tudo sobre: polícia federalsão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG