Polícia encontra estufa de maconha em apartamento de São José do Rio Preto

Estudante de 21 anos foi preso e contou aos policiais que trouxe a semente da maconha de Amsterdã, na Holanda

iG São Paulo |

Divulgação / Polícia Civil
Estudante mantinha estufa de maconha dentro de apartamento em Higienópolis
Na tarde desta quarta-feira, policiais civis da Dise (Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes) de 21 anos que cultivava maconha em seu apartamento, em São José do Rio Preto, interior de São Paulo.

Julgamento: STF julga recurso que pode descriminalizar consumo de drogas

No quarto do jovem havia uma estufa dentro do armário onde eram cultivados os pés de Skank, um tipo de maconha. Ela resulta do cruzamentos de espécies diferentes da planta e possui uma concentração maior de THC (tetrahidrocannabinol), substância com alto poder narcótico, sendo conhecida vulgarmente como “supermaconha”.

O estudante, pertencente à classe média, explicou que a semente do plantio teria vindo de Amsterdã, na Holanda, com as características genéticas de possuir mais TCH e ser rústica a ponto de ser cultivada em condições de ambiente desfavorável, como em um apartamento.

Ainda no apartamento foram apreendidos diversos pedaços de maconha preparados para a venda, quatro vasos com pés da “supermaconha”, oito frascos de fertilizante, uma balança de precisão, uma faca de cozinha com resquícios da droga, um rolo de papel filme transparente, R$ 300,00, e um medidor de PH.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG