Polícia divulga retrato falado de suspeitos do assalto em que jornalista foi morto

Testemunhas afirmam que o jornalista Walter Pimentel não reagiu ao assalto, de acordo com delegado que investiga o caso

Fernanda Simas, iG São Paulo |

Divulgação / Polícia Civil
Suspeito de assaltar o supermercado
A Polícia divulgou o retrato falado de dois suspeitos de terem assaltado o supermercado Econ, localizado na Avenida Tucuruvi, zona norte de São Paulo, onde o jornalista Walter Pimentel foi morto com um tiro na última sexta-feira (5) . Funcionários do estabelecimento já prestaram depoimento e, segundo o delegado titular do 39° Distrito Policial (Vila Gustavo), Pedro Luis de Souza, testemunhas afirmaram que o jornalista não reagiu ao assalto.

“Uma testemunha disse que um dos bandidos gritava para o outro ‘cuidado, revista ele, revista ele’ se referindo ao Walter”, conta Souza. De acordo com depoimentos, o jornalista não teria dito nada no momento do assalto e era um cliente habitual do supermercado.

Divulgação / Polícia Civil
Segundo suspeito de assaltar supermercado
Imagens de uma câmera de segurança do estabelecimento, divulgadas esta semana pela polícia, mostram o momento em que Pimentel vai ao caixa e três criminosos entram no local.

Um deles vestia um moletom cinza com capuz, o outro usava um moletom preto, também com capuz e o terceiro estava com um boné. Após anunciar o assalto e arrastar o jornalista em direção à saída do supermercado, os três voltam e roubam o dinheiro do caixa.

O delegado diz que os bandidos roubaram a carteira do jornalista e R$ 350 do caixa do supermercado.

Pimentel tinha 43 anos e trabalhava na TV Gazeta. Ele chegou a ser levado por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para o Hospital do Mandaqui, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

    Leia tudo sobre: jornalista mortoretrato faladocriminosostestemunhas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG