Polícia divulga identidade de suspeitos de balear estudantes

Francisco Macedo da Silva, de 24 anos, e seu irmão, Walmir Venturi da Silva, de 19 anos, teriam disparado contra jovens por ciúme

Márcio Apolinário, iG Sâo Paulo |

A Polícia Civil de São Paulo divulgou nesta segunda-feira a identidade dos dois principais suspeitos pelos disparos contra os dois alunos da Fundação Getúlio Vargas , na última quarta-feira. Christopher Akio Cha Tominaga, de 23 anos, segue internado em estado grave e Júlio César Grimm Bakri, de 22 anos, morreu antes de chagar ao hospital.

AE
Reprodução de foto dos irmãos Valmir Venturi da Silva (dir.) e Francisco Macedo da Silva (esq.), do ano passado

Segundo o delegado seccional do centro de São Paulo, Kleber Altale, Francisco Macedo da Silva, de 24 anos, e seu irmão, Walmir Venturi da Silva, de 19 anos, teriam disparado contra os dois jovens por eles terem abordado a namorada de Walmir. 

null“O Francisco afirmou em depoimento que um dos dois rapazes mexeu com a namorada do seu irmão e que teriam xingado ele de otário. Também em depoimento, ela (a namorada) disse que não se sentiu ofendida em momento algum”, disse o delegado.

De acordo com a polícia, Walmir teria saído do bar, em que aconteceu a suposta ofensa, com sua namorada e deixado ela em casa. Em seguida ele procurou o seu irmão e voltaram para o bar onde fizeram os disparos.

Francisco da Silva foi encontrado no domingo pelos policiais do 4ºDP no hospital da Vila Alpina, onde já estava detido, após ter dado entrada com um ferimento na perna na semana passada. Ele é acusado de posse ilegal de armas por ter cartuchos no bolso. Ele teria confessado o crime.

Walmir, que tem passagem por roubo e furto, segue foragido e a polícia acredita que ele tenha ido para Foz do Iguaçu, no Paraná. “As investigações estão avançadas e ele será preso”, afirmou Altale.

    Leia tudo sobre: fgvpolíciasão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG