Polícia descobre "gato" em oleoduto da Petrobras em São Paulo

Ligação clandestina foi descoberta após incêndio na região. Homem mantinha uma bomba conectada ao duto que desviava combustível

AE |

selo

Um incêndio no meio da madrugada de quarta-feira (6) levou a polícia e a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) a descobrir um "gato" feito em oleoduto da Petrobras para desviar gasolina e nafta em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo. O combustível era furtado do duto que ligava a linha de São Sebastião, no litoral norte paulista, a Guarulhos, também na região metropolitana. 

Leia também: Homem morre em incêndio em navio da Transpetro no Rio

As investigações do 1.º DP de Itaquaquecetuba mostram que um homem alugou um terreno há seis meses, na Avenida Registro. Ali, ele teria construído um poço de cerca de 4 metros de profundidade por um metro de diâmetro em um galpão. As paredes do poço foram concretadas. O suspeito teria feito uma ligação clandestina com o duto da Petrobrás e, por meio de uma bomba, desviava o combustível. 

O "gatoduto" saía da tubulação da Petrobras e terminava no poço. O fogo consumiu parte do material usado na ligação clandestina. Os moradores do Jardim Tropical chamaram os bombeiros e a polícia. "Identificamos o proprietário do imóvel e vamos averiguar o furto", afirmou a delegada Adanzil Limonta, responsável pelo inquérito. 

A Petrobras, por meio da Transpetro, responsável pela operação do duto, informou que suspendeu o bombeamento de combustível pela tubulação entre Guararema e Guarulhos, na Grande São Paulo. A Cetesb foi chamada pela Defesa Civil de Mogi das Cruzes - cidade vizinha de Itaquaquecetuba. Ela constatou fogo no galpão e a presença do combustível no poço, mas aparentemente ele não havia chegado ao córrego, um pequeno afluente do Rio Tietê. O fogo foi controlado pelos bombeiros. 

A Cetesb isolou o lugar e está verificando uma possível contaminação do solo do terreno. Duas famílias tiveram de deixar suas casas e o muro de uma delas teve de ser derrubado. Os peritos criminais ainda não sabem como o "gatoduto" se incendiou. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: gatoligação clandestinapetrobrasincêndio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG