Funcionários de uma transportadora no Pari receberam uma caixa com um artefato que eles suspeitaram ser um explosivo

selo

Policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) constataram, na tarde desta quarta-feira, que o suposto explosivo recebido por funcionários de uma transportadora no Pari, na zona leste de São Paulo, era formado por três garrafas pets com água.

Segundo a Polícia Militar, funcionários receberam uma caixa com um artefato que eles suspeitaram ser um explosivo. Um fio vermelho também foi encontrado na caixa. A suspeita de bomba interditou a rua Joaquim Carlos, no Pari, na zona leste de São Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.