Polícia de Hortolândia apura acidente em parque

Adolescente de 14 anos morreu ao cair do brinquedo Space Loop, no último sábado, em parque no interior de São Paulo

AE |

selo

A Polícia Civil de Hortolândia (SP) instaurou inquérito hoje para apurar as causas da morte da adolescente de 14 anos que caiu de um brinquedo em um parque de diversões itinerário instalado no Parque Pinheiro. Renata Aurélio Vieira Menchão caiu de uma altura de cinco metros quando estava em no brinquedo chamado Space Loop, no sábado, 12.

Segundo disseram amigos da garota, a trava de segurança no lugar em que Renata ocupou estava com defeito. As testemunhas disseram ainda ter avisado o operador do brinquedo que faltava segurança. "Não se sabe se a porta da gaiola que cerca o brinquedo estava aberta ou se abriu quando ele começou a funcionar. Eu acompanhei a perícia e a trava no lugar em que ela estava não baixava por completo", disse a irmã mais velha da vítima, Ana Paula Gomes do Império, de 26 anos. Ela não estava com Renata no parque.

Futurapress
Brinquedo em que menina foi arremessada é interditado
O padrasto da menina, Cláudio Menchão, conseguiu chegar até o local e tentar ajudar os socorristas a tirar o corpo de Renata das ferragens do brinquedo. "Ela havia caído antes em uma plataforma e foi jogada para o centro do brinquedo, para as ferragens, pelo próprio brinquedo, que continuou girando", diz Ana Paula. A adolescente foi levada ao Hospital Estadual Mário Covas, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O corpo de Renata foi sepultado na manhã de hoje. A mãe da menina, Elaine Vieira Menchão, estava inconformada. "Minha mãe está muito abalada, chocada mesmo. A gente está tentando ser forte para ficar ao lado dela", afirmou Ana Paula que tem uma irmã caçula, de 3 anos.

O delegado assistente de Hortolândia, José Leandro Moreira Falkine, informou que aguarda laudos da perícia para saber se houve falha mecânica no equipamento. Falkine ouviu hoje o encarregado operacional do parque. Segundo informou o delegado, o funcionário do parque não descartou possibilidade de ter ocorrido uma falha humana na garantia da segurança. "Ele negou qualquer problema nos quesitos de segurança do brinquedo, mas disse que pode ter havido falha humana", afirmou o delegado assistente.

Interdição

A Prefeitura de Hortolândia interditou o parque de diversões. Segundo informou a administração, por meio de assessoria, o parque está na cidade desde o dia 25 de fevereiro e tinha alvará de funcionamento até o dia 25 deste mês. Na noite do acidente, a Defesa Civil e o Setor de Fiscalização interditaram o brinquedo Space Loop.

"A administração do parque apresentou toda documentação para a emissão do alvará, mas a permissão foi cancelada em virtude da fatalidade. A população precisa de entretenimento sem que haja risco", disse o secretário de Planejamento Urbano, Ronaldo Alves dos Reis, por meio de nota oficial. A prefeitura informou ainda que o Setor de Fiscalização ficará de plantão para acompanhar o caso e, se o parque voltar a funcionar, a administração registrará boletim de ocorrência.

    Leia tudo sobre: acidenteparque de diversões

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG