Governador afirmou que a região já apresenta avanços e que a operação da Polícia Militar deve persistir por bastante tempo

PM faz blitz em usuários de crack na rua General Marcondes Salgado
Frâncio de Holanda
PM faz blitz em usuários de crack na rua General Marcondes Salgado
O governador Geraldo Alckmin falou na manhã deste sábado sobre a visita realizada na região da Cracolândia nesta madrugada, durante coletiva cedida à imprensa enquanto vistoriava obras no Hospital Heliópolis, na zona sul de São Paulo. Segundo o governador a polícia vai continuar na região e a operação deve persistir por bastante tempo. 

"Tem que perseverar. De um lado com o trabalho social de abrigo das famílias, de saúde pública, porque dependência química é doença, e do lado policial, para garantir a segurança das pessoas na região e ao mesmo tempo prender quem faz tráfico de drogas."

Ainda de acordo com o governador, em áudio cedido pela assessoria de comunicação do governo do Estado, abusos policiais não serão toleradas. "Não é um trabalho fácil, mas a polícia está acompanhada e orientada neste trabalho." Na última madrugada, o governador percorreu a região de carro e, segundo informou, a tem visitado com frequência.

'Pai' da Cracolândia: Ex-presidiário tenta botar ordem nas ruas da Cracolândia
Continuidade: Polícia continua na Cracolândia, decidem promotores e governo
Biricolândia: Ação da polícia cria 'subcracolândias' no centro de São Paulo
Infográfico: Os efeitos do crack no corpo
Pesquisa: Uso de crack supera 10 anos na Cracolândia

"Ontem voltei bem tarde da noite e verifiquei que nós avançamos bastante, a região já tem mais segurança, ruas por quais ninguém passava, todas elas praticamente já estão com segurança, famílias andando de noite. Isso mostra que as duas coisas são importantes, o atendimento social, o trabalho médico e de saúde, já foram 80 internados, nenhum obrigatório, e também o trabalho policial", disse.

*com AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.