Arma, que pode destruir um tanque, era transportada por dois homens em uma moto que escapou por vielas de uma favela de Guarulhos

Lança-míssil AT4 é utilizado no Brasil pelo Exército Brasileiro e pelo Corpo de Fuzileiros Navais
Deic/Divulgação
Lança-míssil AT4 é utilizado no Brasil pelo Exército Brasileiro e pelo Corpo de Fuzileiros Navais
Agentes da Delegacia de Repressão a Fraudes do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) de São Paulo, apreenderam um lançador de mísseis AT4, de fabricação sueca e com poder bélico de destruir tanques de guerra, nesta terça-feira, no bairro dos Pimentas, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Segundo o Deic, o armamento militar era transportado dentro de uma capa de violão por dois homens em uma moto e que dispensaram o artefato ao serem abordados por uma viatura. “O garupa carregava uma capa utilizado para condicionar instrumentos, tipo violão. Mas o formato do objeto atraiu os policiais, que avaliaram ser um fuzil”, disse o delegado Adalberto Barbosa, titular da Divisão de Investigações sobre Furto e Roubo de Veículos e Cargas.

De acordo com a polícia, a perseguição começou na avenida marginal Norte Sul de Guarulhos. Os homens jogaram a arma no chão e conseguiram fugir pelas vielas de uma favela. Segundo Barbosa, a arma é utilizada por unidades militares brasileiros. Representantes do Exército estão tentando identificar a procedência da peça.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.